Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/19

Exercício simulou cenário de incêndio na casa das máquinas com um ferido

Proteção Civil Municipal da Nazaré testa Plano de Emergência do Ascensor com exercício

Exercício no Elevador da Nazaré

O Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) da Nazaré testou, no dia 11 de abril, a operacionalidade do Plano de Emergência Interno do ascensor, num exercício em que envolveu o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria, o Corpo de Bombeiros da Nazaré (CBN), a Polícia de Segurança Pública (PSP), Agentes de Proteção Civil (APC) e Entidades Cooperantes (EC).

“O exercício “Ascensor’22” foi planeado e conduzido com a finalidade de testar a resposta operacional do Sistema Integrado de Operações de Proteção e Socorro (SIOPS), aplicado aos Agentes de Proteção Civil (APC) e Entidades que cooperam nesta matéria, bem como o Plano de Emergência do Ascensor”, explica o SMPC da Nazaré.

Para verificar os mecanismos de atuação e a resposta de todos os agentes, preparou-se um exercício num cenário de incêndio na casa das máquinas com um ferido, e “um grau de exigência médio na mobilização e condução de forças que atuem na resposta à emergência e na operacionalização de procedimentos diferenciados de ação e de segurança inerentes ao risco”.

Ainda de acordo com o SMPC, o exercício teve como finalidades a otimização da coordenação e cooperação nas intervenções em ocorrências no Ascensor da Nazaré, tais como:

(1) promover o treino operacional, particularmente ao nível estratégico, tático e de manobra;

(2) Testar o Plano de Emergência Interno do Funicular da Nazaré, exercitar o planeamento e a

condução de um exercício de âmbito municipal, por parte do SMPC de Nazaré, CB da Nazaré

e dos Serviços Municipalizados da Nazaré- Equipa do Ascensor no contexto de acidente com o

ascensor

(3) exercitar a articulação operacional entre o SMPC de Nazaré, CDOS de Leiria, o COS, os

Agentes de Proteção Civil (APC) e as EC intervenientes;

(4) exercitar e testar os procedimentos operacionais de emergência de índole interna;

(5) exercitar o planeamento e a execução de uma resposta operacional integrada, ao nível dos

diversos APC e das Entidades que cooperam nesta matéria no concelho de Nazaré, de acordo

com o cenário previsto;

(6) exercitar formas de empenhamento e operacionalidade dos APC;

(7) testar a estrutura de comando, controlo, comunicações, logística e a arquitetura dos sistemas de

apoio à decisão, dos APC;

(8) exercitar os procedimentos e ações a levar a cabo pelo SMPC de Nazaré na sustentação

logística e no apoio técnico especializado, numa operação de proteção civil;

(9) testar os processos de gestão da informação operacional;

(10) rotinar os procedimentos de tratamento e de projeção da informação pública, nomeadamente

no relacionamento com os Órgãos de Comunicação Social (OCS);

(11) recolher contributos para a melhoria dos procedimentos comuns de emergência dos APC e EC

intervenientes.

(12) testar Planos de Emergência e Procedimentos

“O exercício identificou as ações que necessitam da implementação e melhorias, apesar de terem sido cumpridas as ações exigidas às diferentes entidades envolvidas”, explica Orlando Rodrigues, vereador da Câmara com a Proteção Civil.

  Fonte: SM|GCI|CMN

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.