Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/19

Comemorações do 48.º Aniversário da "Revolução Dos Cravos"

Município de Torres Vedras inaugura o Centro Interpretativo da Reserva Natural Local - Foz Azul no dia 25 de Abril

Cartaz

O Município de Torres Vedras comemora o 48.º aniversário da “Revolução dos Cravos” com um programa de atividades que se realizarão ao longo do dia 25 de Abril. Destaque para a Sessão Solene Comemorativa do 48.º Aniversário do 25 de Abril, a Inauguração do Centro Interpretativo da Reserva Natural Local – Foz Azul, a inauguração da exposição coletiva Salada (da autoria de Mariana Gomes, Pedro Valdez Cardoso e Rui Horta Pereira) e a inauguração da exposição 48 anos de cartazes e outras inspirações do 25 de Abril (a partir da coleção do Arquivo Ephemera).

     Programa

11h00 | Sessão Solene Comemorativa do 48.º Aniversário do 25 de Abril | Salão Paroquial de São Pedro da Cadeira

Sessão que irá contar com as intervenções do presidente da Junta de Freguesia de São Pedro da Cadeira, dos representantes dos partidos e do movimento de cidadãos com assento na Assembleia Municipal de Torres Vedras, da presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras e do presidente da Assembleia Municipal de Torres Vedras.

15h00 | Inauguração do Centro Interpretativo da Reserva Natural Local – Foz Azul | Espaço do antigo posto da Guarda Fiscal da Assenta

17h00 | Inauguração da exposição coletiva Salada (da autoria de Mariana Gomes, Pedro Valdez Cardoso e Rui Horta Pereira) | Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras

Esta exposição, pensada a três e para a Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras, foi batizada de Salada. Não obstante o inusitado do título, congruentemente, os artistas que conceberam a exposição convidaram um chef para escrever sobre a mesma. Para aguçar a curiosidade, ou o apetite, aqui fica um excerto do que Rodolfo Lindeberg escreveu, em carta, aos artistas: “…No vosso caso, ao contrário do Lucien que se fechava numa sala para finalizar e “requintar” a sua produção, é de uma sala aberta que aqui se trata, sala aberta que convida o público. Pergunto:  têm segredos para desvendar ou compor? Quer-me parecer que estão secos de mistério, se não têm nada a dizer, quem sou eu para me aventurar por resvalantes considerações estéticas, quase maionesicas. Tenho cenouras para descascar, algumas batatas, contar as ervilhas, juntar pepinos, alcaparras etc., etc., cortar tudo com 5 milímetros quadrados – será que isto vos diz alguma coisa – apelar aos deuses e credos para que o molho que faço, secreto obviamente, corresponda sem mácula ao do meu mestre Lucien. Portanto, tem cópias ou originais? tem esculturas verdadeiras ou falsas, tem o quotidiano disfarçado e camuflado… tem pedestais ou estantes… tem objetos instalados pelo chão ou pinturas na parede… que vão os-meus-amigos fazer exatamente?!, não saber é como não degustar. Não há molho que valha à salada! Bem hajam.”

A exposição Salada estará patente na Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras até 18 de Junho.

18h00 | Inauguração da exposição 48 anos de cartazes e outras inspirações do 25 de Abril (a partir da coleção do Arquivo Ephemera) | Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras

“Nos 48 anos de 25 de Abril, a data em que o tempo da democracia ultrapassa o da ditadura, o golpe militar seguido de uma revolução tornou-se um daqueles momentos raros na história em que há um “antes” e um “depois”. Nestes 48 anos, a comemoração da data tornou-se uma festa democrática, que, como é normal numa democracia, é também um momento de avaliar o que se conseguiu e o que se deveria ter conseguido, combinando festa com reivindicações e protestos.

As marcas dessa data ficam na iconografia, nos cartazes, nas fotografias, nos panfletos, nos objectos, que o ARQUIVO EPHEMERA recolhe, preserva e divulga. Uma pequeníssima parte dessa colecção está aqui exposta, com o contributo da doação que foi feita ao Arquivo pela Associação 25 de Abril em 2020. É um contributo não só para a história colectiva, mas também para uma pedagogia da memória assente na valorização tanto dos sinais mais nobres como dos objectos mais triviais, que é um dos objectivos do nosso trabalho.”
José Pacheco Pereira
(texto escrito segundo a antiga ortografia)

A exposição 48 anos de cartazes e outras inspirações do 25 de Abril estará patente na Paços – Galeria Municipal de Torres Vedras até 14 de Maio.

  Fonte: ACM|CMTV

 

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.