Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/19

Região totaliza 97 bandeiras azuis este ano

Praias do Centro de Portugal conquistam mais oito bandeiras azuis em 2022

Praia Rei Cortiço, em Óbidos

As praias do Centro de Portugal ganharam este ano mais oito bandeiras azuis em relação a 2021, de acordo com a lista divulgada pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE). Entre as 431 praias, marinas e embarcações de ecoturismo que vão poder exibir a bandeira azul nesta época balnear, há 97 da região Centro de Portugal: 62 praias costeiras (mais duas que em 2021), 31 interiores (mais quatro) e ainda quatro embarcações de ecoturismo (mais duas). Um sinal claro de que as águas balneares da região são, cada vez mais, uma referência de qualidade e de segurança.

Mais de um quinto das praias galardoadas no país estão no Centro de Portugal, destacando-se o predomínio claro da região no que diz respeito às praias interiores: de facto, mais de metade (31 em 49) das praias fluviais distinguidas com bandeira azul situam-se na maior região de turismo do país.

Nas praias costeiras, Torres Vedras, com 12 praias, Figueira da Foz, com 10, Peniche, com 7, e Ovar, com 5, são os municípios da região Centro com mais praias contempladas. A Praia de Mira merece uma referência muito especial, uma vez que recebe a Bandeira Azul pelo 36.º ano consecutivo. Esta praia do Centro de Portugal é a única zona balnear do mundo com Bandeira Azul desde a sua criação, em 1987.

São as seguintes as zonas balneares da região de Turismo Centro de Portugal distinguidas com Bandeira Azul em 2022:

Praias costeiras (62):

Cortegaça, Esmoriz, Furadouro, São Pedro da Maceda e Torrão do Lameiro/Marreta (Ovar);
Bico, Monte Branco e Torreira (Murtosa); São Jacinto (Aveiro);
Barra e Costa Nova (Ílhavo);
Areão e Vagueira (Vagos);
Poço da Cruz e Praia de Mira (Mira);
Praia da Tocha (Cantanhede);
Buarcos, Cabo Mondego, Costa de Lavos, Cova Gala, Cova Gala-Hospital, Figueira da Foz-Relógio, Leirosa, Murtinheira, Quiaios e Tamargueira (Figueira da Foz);
Osso da Baleia (Pombal);
Pedrogão Centro e Pedrogão Sul (Leiria);
Praia Velha e São Pedro de Moel (Marinha Grande);
Paredes de Vitória e São Martinho do Porto (Alcobaça);
Nazaré e Salgado (Nazaré);
Foz do Arelho-Lagoa e Praia do Mar (Caldas da Rainha);
Bom Sucesso e Rei Cortiço (Óbidos);
Baleal Norte, Baleal Sul, Consolação, Cova da Alfarroba, Gambôa, Medão-Supertubos e S. Bernardino (Peniche);
Areia Branca, Areia Branca-Foz, Areia Sul e Porto Dinheiro (Lourinhã);
Azul, Centro, Física, Formosa, Foz do Sizandro-Mar, Mirante, Navio, Pisão, Porto Novo, Santa Helena, Santa Rita Norte e Santa Rita Sul (Torres Vedras).

Praias interiores (31):

Quinta do Barco (Sever do Vouga);
Aldeia Viçosa e Valhelhas (Guarda);
Lapa dos Dinheiros, Loriga e Sandomil (Seia);
Palheiros-Zorro e Rebolim (Coimbra);
Reconquinho e Vimieiro (Penacova);
Bogueira e Senhora da Piedade (Lousã);
Peneda e Alvares (Góis);
Côja, Secarias e Piódão (Arganil);
Alvôco das Várzeas (Oliveira do Hospital);
Ronqueira (Tábua); Louçainha (Penela);
Janeiro de Baixo, Pessegueiro, Pampilhosa da Serra e Santa Luzia (Pampilhosa da Serra);
Açude do Pinto (Oleiros);
Agroal (Ourém);
Bostelim e Fernandaires (Vila de Rei);
Carvoeiro (Mação);
Aldeia do Mato e Fontes (Abrantes).

Embarcações de ecoturismo (4):
Gaivinha (Aveiro); Argus, Bennu e Roaz (Nazaré).

Sobre o Turismo Centro de Portugal

O Turismo Centro de Portugal é a entidade que estrutura e promove o turismo na Região Centro do país. Esta é a maior e mais diversificada área turística nacional, abrangendo 100 municípios, e tem registado um intenso crescimento da procura interna e externa. É a região a escolher para quem pretende experiências diversificadas, pois concilia locais Património da Humanidade com a melhor costa de surf da Europa, termas e spas idílicos, locais de culto de importância mundial e as mais belas aldeias.

   Fonte: TCP e PV

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.