Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/19

Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (Peniche) reconhecida pela qualidade da sua formação

Organização Mundial de Turismo certifica seis licenciaturas do Politécnico de Leiria

Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM) do Politécnico de Leiria

As seis licenciaturas na área do Turismo da Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM) do Politécnico de Leiria, de Peniche, viram ser renovadas as suas certificações TedQual, por parte da Organização Mundial de Turismo (OMT). “Animação Turística”, “Gestão de Eventos”, “Gestão Turística e Hoteleira”, “Marketing Turístico”, “Gestão da Restauração e Catering” e “Turismo” foram os cursos de licenciatura que voltaram a ser certificados pela OMT.

«A recém renovação da certificação TedQual da Organização Mundial de Turismo (OMT) consubstancia o trabalho estruturante que a ESTM tem vindo a desenvolver no âmbito das suas seis licenciaturas na área do Turismo. Recursos humanos, técnicos e logísticos, investigação, qualidade pedagógica, inovação e transferência de conhecimento, com a consequente ligação à sociedade, são vertentes fulcrais da presente certificação que se assume como referência internacional da qualidade do Ensino Superior em Turismo», afirma Sérgio Leandro, diretor da ESTM.

A renovação desta certificação é válida por três anos – até 1 de março de 2025 – e é um “selo de qualidade” da formação ministrada por esta Escola, reconhecida nacional e internacionalmente.

Segundo Sérgio Leandro, «a OMT tem vindo a valorizar o papel que a ESTM tem assumido no âmbito do desenvolvimento do turismo sustentável e o seu contributo enquanto ferramenta de emancipação das comunidades locais. Na presente certificação é notório o papel da ESTM em torno das realidades emergentes da investigação em Turismo, seja através dos novos desafios digitais, como também no que se refere ao Turismo Alternativo e a novos modelos de organização e planeamento dos territórios».

O processo de certificação TedQual, conferida pela Organização Mundial de Turismo, é uma iniciativa voluntária das instituições que querem certificar os seus cursos, projetos de investigação e formação em geral. Esse processo procura promover a promoção da melhoria contínua da formação e investigação em turismo, definindo um standard de critérios para a qualidade da educação em turismo.

O processo de certificação tem como base cinco áreas de análise para avaliar, externa e internamente, os projetos candidatos: a coerência do plano de estudos; as condições ao nível pedagógico e de infraestruturas; as políticas, ferramentas e mecanismos de suporte da gestão administrativa; a existência de mecanismos transparentes para seleção do corpo docente e condições favoráveis ao seu desenvolvimento; e a relevância do programa de estudos, respeitando as necessidades específicas do setor do turismo.

     Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.