Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/19

Dia 28 de Maio, às 21h30

“Amália Hoje” regressa aos grandes concertos em Alcobaça

Amália Hoje: Paulo Praça, Sónia Tavares, Fernando Ribeiro e Nuno Gonçalves

O grupo “Amália Hoje” vai atuar no dia 28 de maio, às 21h30, na Praça 25 de Abril em Alcobaça. Formado por Nuno Gonçalves, Sónia Tavares, Fernando Ribeiro e Paulo Praça, o grupo sobe ao palco do rossio alcobacense, 13 anos depois de se ter apresentado pela primeira vez, em homenagem à diva do fado português Amália Rodrigues. Nuno Gonçalves admitiu ao Tinta Fresca ser “muito emocionante voltar a Alcobaça tantos anos depois” e apelou ao público que compareça e que proporcione “uma grande enchente”.

Nuno Gonçalves adiantou que o grupo tinha previsto uma digressão antes da pandemia, que foi cancelada, e mostrou-se satisfeito pela “persistência do município de Alcobaça”, em “apoiar a cultura” e “o projecto Amália Hoje”.

Para o mentor do projeto, “atuar em Alcobaça para tanta gente vai ser muito bom”, uma vez que “vamos aproveitar o momento” e “disfrutar das canções”, num espectáculo que conta com uma “parte cómica interessante, uma parte de vídeo e onde as músicas estão mais arranjadas.” Nuno Gonçalves revelou que o alinhamento do concerto será o do disco “Amália Hoje”, mas onde “Soledad” será interpretada “em versão banda e não apenas com piano e voz”, destacou.

O músico referiu ainda que este concerto será “voltar às canções que fizeram história”, lembrando que “há 13 anos atrás quando lançámos este projecto mostrámos o que era Amália Rodrigues aos mais jovens e agora temos muitos a ouvirem fado”.

Nuno Gonçalves apelou às pessoas do concelho e da região para virem ao concerto, porque “é importante para a saúde mental disfrutar de um grande concerto como este”, uma vez que “foram dois anos muito difíceis para nós” e “por isso voltar a uma praça tão bonita como a nossa, está mesmo a pedir uma grande enchente.”

Assim “Amália Hoje” volta à praça do Mosteiro de Alcobaça onde também se juntam Mário Barreiros, na bateria, Israel Pereira, na guitarra, Carl Minneman, no baixo, e um coro de sete elementos.

O espetáculo é promovido pelo Município de Alcobaça, no âmbito da parceria “Rede Cultural – Lugares Património Mundial do Centro 2.0”, financiado pelo programa Centro 2020. Este projeto tem como parceiros os Municípios de Alcobaça, Batalha, Coimbra e Tomar, com intuito de valorizar o património classificado pela UNESCO de cada região, dando continuidade ao trabalho desenvolvido pela anterior parceria, liderada pela Turismo do Centro de Portugal.

     Mónica Alexandre

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.