Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/19

De 25 de junho a 3 de julho

Festas de S. Pedro estão de volta a Porto de Mós

Conferência de imprensa teve lugar no Castelo de Porto de Mós

Jorge Vala, presidente da Câmara Municipal de Porto de Mós, apresentou, no dia 9 de Maio, em conferência de imprensa, as Festas de São Pedro, evento que assinala o padroeiro da vila e que este ano decorre de 25 de junho a 3 de julho. Este regresso, dois anos depois da última edição, devido à pandemia, é dedicado ao tema “O nosso património”, destinando-se a promover a atividade económica e comercial e divulgar a cultura portomosense. Ao nível da animação, os cabeças de cartaz desta no são Luís Trigacheiro, Rosinha, Nuno Ribeiro, Quinta do Bill, Sara Correia e Diogo Piçarra, entre outros.

A conferência de imprensa, que teve lugar no Castelo de Porto de Mós, contou com a presença de Jorge Vala, presidente da Câmara Municipal de Porto de Mós; Luís Vieira, presidente da Direção do Fundo Social dos Trabalhadores do Município de Porto de Mós; Samuel Mota, chefe de Cozinha; Licínio Ferraria, LF Music Alive; Victor Vala, da banda Dr. Carvalheiro; Francisco Vala, da banda L.S.D. e do 1º Sargento Johnny Juncal, comandante do Posto Territorial de Porto de Mós. De destacar também a presença da figura de São Pedro, considerada a mais antiga conhecida em Porto de Mós, remontando ao século XVI.

Jorge Vala iniciou a apresentação dizendo que “dois anos depois voltamos a ter Festas de São Pedro. Esta é a notícia, porque as Festas de São Pedro fazem parte daquilo que é a tradição e as vivências do concelho”. O edil lembrou que “durante dois anos ficámos condicionados a não as realizar, para bem de todos, e é dentro deste bem que agora retomamos as festas de São Pedro, num espírito de normalidade, condicionada é certo, mas queremos retomá-la, valorizando, promovendo e homenageando o que é nosso.”

Uma das homenagens será Amélia Ribeiro, funcionária do município e recentemente falecida, responsável pelo confeção dos afamados coscorões, tão típicos das festas. Jorge Vala destacou que “as Festas de São Pedro são para as pessoas” e, por isso, “retomaremos o evento para abraçar este projeto que é comum, que é o concelho de Porto de Mós e as suas gentes, as suas tradições e os seus artistas”.

Representantes da Marcha da Associação dos Amigos de São Miguel

Luís Vieira destacou o esforço de todos para organizar o evento este ano, porque “em janeiro ainda não sabíamos se íamos ter Festas, e por isso, arrancámos mais tarde a sua preparação.” No entanto, “queremos que as festas estejam num patamar maior”, e para isso “temos em conta os diversos estilos musicais”, contando com os cabeças de cartaz, mas também “os artistas do concelho que passaram mal os últimos anos”, salientou.

Samuel Mota, responsável pela 5ª edição de Cozinha de Demonstração, referiu que este espaço dedicado não só à cozinha de demonstração, mas também ao petisco, pretende, além de entreter o público enquanto aguarda por vaga para se sentar e degustar os pratos da região, “dar dicas para aplicar no dia a dia e usar produtos do concelho”.

Já os músicos Francisco Vala, Victor Vala e Licínio Ferraria agradeceram o convite para participarem no evento, garantindo que “irão dar o melhor para tentar recuperar estes dois anos” e “representar o concelho com os artistas locais”, fazendo com que este evento coloque ainda mais Porto de Mós no mapa”.

A finalizar as intervenções, o 1º Sargento Johnny Juncal, destacou que “com mais pessoas, maior é a probabilidade de haver alguns excessos”, sobretudo, numa altura em que “as pessoas estão sedentas em se divertirem”, alertando para o consumo de álcool, e garantindo que a GNR quer “fazer parte da festa, queremos trazer alegria com segurança”, reiterou.

O programa das Festas de São 2022 arranca no dia 25 de junho com a inauguração da Central das Artes, espaço que segundo Jorge Vala, dará uma “maior centralidade cultural a Porto de Mós”, e que, a partir de 2024, irá acolher os serviços culturais municipais.

Integram o programa de inauguração da Central das Artes, a entrega dos Prémios Dom Fuas e a inauguração de uma exposição de escultura de Luís Amado e de pintura de Marta de Castro.

Ao longo de nove dias, o recinto das Festas de São Pedro será palco de várias atividades, como por exemplo o XXXI Festival de Folclore São Pedro, a realizar no dia 25 de junho; a emissão do Programa da TVI “Somos Portugal” a ter lugar no Parque Almirante Vítor T. Crespo e Recinto das Festas, no dia 26 de junho; o típico desfile das Marchas Populares, na Avenida de Santo António, no dia 28 de junho antecedendo o feriado municipal, e no dia 2 de julho no recinto das festas; o Concurso “Melhor Petisco”; o Concurso “Melhor Decoração”; a Missa em honra de São Pedro seguida de Procissão, a ter lugar na Igreja de São Pedro, no dia 29 de junho; e a fechar as festas a Missa Campal e Procissão de São Pedro e o espetáculo Pirotécnico, no dia 3 de julho.

O cartaz musical contará com as vozes de Luís Trigacheiro (26 junho), Rosinha (27 junho), Nuno Ribeiro (29 junho), Quinta do Bill (30 junho), Sara Correia (2 julho) e Diogo Piçarra (3 julho), assim como com a presença dos reconhecidos artistas locais como a banda Dr. Cavalheiro, L.S.D., LF Music Alive, Zé Café e Guida, entre outros.

À semelhança dos anos anteriores, o programa das festas contará, também, com a Exposição Auto, Exposição de Artesanato, Comercial e Industrial, Vacada, Atividades Equestres, Atividades de Picadeiro, Animação de Rua, Cantinho dos Animais, Passeios de Charrete e Divertimentos.

As Festas de São Pedro são organizadas pelo Fundo Social dos Funcionários da Câmara Municipal de Porto de Mós, em parceria com o Município de Porto de Mós.

   Mónica Alexandre

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.