Edição: 258

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/5/19

Marinha Grande

Gallo Vidro investe mais de 100 milhões de euros na sua ampliação e modernização

Visita à Gallo Vidro

A Gallo Vidro, empresa do Grupo Vidrala, localizada na Marinha Grande, promoveu, esta quarta-feira, 11 de maio, uma visita às obras em curso de ampliação e modernização das suas instalações, orçadas em mais de 100 milhões de euros.

O investimento contempla a construção de um novo forno de última geração que substituirá outro mais pequeno e menos eficiente; além do novo forno, o investimento engloba outros equipamentos que contribuem para uma operação muito mais sustentável: a instalação de painéis fotovoltaicos para produção e autoconsumo de energia elétrica renovável; a colocação de um novo e moderno electrofiltro, equipamento que garante a despoluição dos fumos da chaminé; a edificação da Vidrala Academy, um centro de formação em tecnologia de vidro que dará apoio às 8 fábricas do grupo espalhadas pela Europa; a ampliação do centro logístico localizado na Garcia.

Obras de ampliação e modernização das instalações já começaram

Os investimentos em curso têm como eixos principais a sustentabilidade ambiental e eficiência energética, bem como a redução do impacto da operação industrial na malha urbana da cidade, onde se localiza esta fábrica, que emprega mais de 270 trabalhadores e que pretende melhorar continuamente a relação e interação da atividade com a comunidade em que se insere.

A iniciativa contou com a presença dos administradores e diretores executivos do Grupo Vidrala, de responsáveis da fábrica Gallo Vidro e do presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, Aurélio Ferreira, que se regozijou com “o investimento em curso pelo Grupo Vidrala, por permitir garantir a continuidade da modernização da Gallo Vidro, com uma importante preocupação ambiental, e potenciar o negócio do Grupo”. Aurélio Ferreira aproveitou para assumir o compromisso de que “o Município pretende ser um agente facilitador das empresas, que geram riqueza e postos de trabalho no concelho”.

Atribuição do Prémio Joaquim da Rocha e Silva aos melhores alunos finalistas do curso de Engenharia de Produção Industrial, do Instituto Superior D. Dinis – ISDOM

O dia ficou também marcado pela atribuição do Prémio Joaquim da Rocha e Silva aos melhores alunos finalistas do curso de Engenharia de Produção Industrial, do Instituto Superior D. Dinis – ISDOM.

Foi ainda distinguido o funcionário José Mendes, por completar 25 anos de trabalho ao serviço da Gallo Vidro.

 Fonte: GCI|CMMG

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.