Edição: 259

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/6/27

Marinha Grande

Exposição coletiva de 32 artistas inaugurada no Núcleo de Arte Contemporânea do Museu do Vidro

Cartaz

O Núcleo de Arte Contemporânea do Museu do Vidro, na Marinha Grande, inaugura a exposição temporária “A persistência da matéria: 20 anos VICARTE”, no dia 21 de maio (sábado), pelas 16h00, no âmbito das comemorações do Ano Internacional do Vidro, promovidas pelo Município.

Esta exposição dá-nos a conhecer a obra de 32 artistas nacionais e estrangeiros que, em determinado momento do seu percurso artístico, desenvolveram pesquisa artística e/ou científica na Unidade de Investigação VICARTE – Vidro e Cerâmica para as Artes que, em 2022, Ano Internacional do Vidro, celebra os seus 20 anos de existência.

Da parceria entre a Câmara Municipal, o Museu do Vidro e a VICARTE resulta uma exposição de vidro artístico contemporâneo, com obras de: Amélie Girard, Ana Margarida Rocha, Belém Uriel, Carissa Baktay, Daniela Pinheiro, Emma Haase, Ellmira Abolhasani, Fernando Quintas, Fernanda Guerreiro, Helena Elias, Inês Teles, João Gama, Joana Garcia, Jörg Hanowski, Kojiro, Lola Sementsova, Maria Regina, Maria Renée Morales Lam, Maria Bezulgaya, Margarida Alves, Marta Castelo, Michael Rogers, Nadia Frolova, Regina Lara, Renato Japiassú, Richard Meitner, Robert Wiley, Rozze Domingues, Pedro Fortuna, Teresa Almeida,  Vírginia Fróis e Zofia Dubová.

Para a artista e membro da VICARTE, Teresa Almeida, vidro e cerâmica são “materiais que interagem com outros, dando origem a obras ricas na variedade. Materiais que, só por si, dão corpo a obras de arte para nossa fruição. Obras não utilitárias ou decorativas, mas que, por isso mesmo e porque veiculam significados e sentimentos, nos remetem para o patamar criativo, onde a arte acontece.”

    Fonte: GCI|CMMG

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.