Edição: 259

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/6/27

Ministra da Agricultura inaugurou obra de 4,6 milhões de euros

Novo Mercado Municipal de Leiria marca “novo ciclo de crescimento e de valorização”

Novo Mercado Municipal de Leiria

“A requalificação deste espaço eleva a atratividade do Mercado de Leiria, que deixa de ser um espaço pouco digno, para se afirmar como um dos cartões de visita do nosso concelho”, foi desta forma que Gonçalo Lopes, presidente da Câmara Municipal, destacou as obras realizadas, este sábado, dia 4 de junho, na cerimónia de inauguração, que contou com a presença da ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes.

Começando por se dirigir aos comerciantes e lojistas, Gonçalo Lopes destacou a execução de “uma obra complexa” no bloco poente do conjunto de edifícios, mas que marcará “o início de um novo ciclo de crescimento e de valorização dos nossos produtos e dos produtores”, num espaço que “vai ser uma âncora de desenvolvimento e um polo extremamente importante” de dinamização e de comercialização dos produtos da região.

Para o presidente da Câmara, a nova imagem trará “nova visibilidade [aos produtores locais] e vão certamente beneficiar com o aumento do número de visitantes” ao Mercado, que conta com 15 lojas e 30 bancas, com os serviços de talho, peixaria, hortofrutícolas, padaria, papelaria, entre outros.

A ministra da Agricultura e da Alimentação salientou a existência de mais de mil postos de trabalho diretos e indiretos associados ao trabalho do Mercado, defendendo que “hoje somos convocados a reutilizar mais do que a fazer de novo e ter um espaço como este no coração da cidade e colocá-lo ao serviço das pessoas” é exemplo disso.

“Juntando a regeneração urbana, que é a oportunidade dos ciclos de investimento, àquilo que é o desenvolvimento da agricultura e das pesas, a força e a dinâmica de um setor primário, que não parou durante a pandemia, antes pelo contrário, teve a capacidade imensa de se reinventar, os nossos agricultores continuam a fazer diferente e continuamos a ter a oportunidade de pôr a excelência dos nossos produtos em mercados exteriores”, defendeu ainda Maria do Céu Antunes, para quem o consumo sustentável é uma “forma de melhorar a saúde e o bem-estar e de desenvolver a economia local e regional”.

Para além de lojistas e comerciantes, o novo espaço receberá, no primeiro piso, empresas incubadoras, as designadas ‘startups’, o que permite dar ao Mercado uma nova dimensão de união entre o tradicional e a inovação, juntando ainda a vertente comercial à social, através da criação de condições para encontros, aprendizagens e convívios.

O evento de inauguração, marcado por uma grande afluência de clientes, contou ainda com a realização de um showcooking com o Chef Hélio Loureiro e de uma tertúlia sobre a importância dos mercados municipais no contexto socioeconómico atual, momentos animados pela atuação da Tocata e por um porco no espeto.

As obras de requalificação no bloco poente do Mercado Municipal permitiram concentrar lojistas e renovar o edifício agora com umas instalações viradas para o futuro, passando a ser mais arejado, luminoso e enquadrado naquela zona ribeirinha da cidade.

Contabilizando ainda a intervenção para arranjos exteriores ao novo edifício e a necessidade reforço estrutural da cave, a obra teve um investimento total de 4,6 milhões de euros.

     Fonte: DCRP|CML

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.