Edição: 259

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/6/27

Até 19 de junho

FIABA celebra 30º aniversário com o regresso do artesanato e da gastronomia à vila da Batalha

Pedro Machado, Carlos Miguel e Raul Castro na visita inaugural à FIABA 2022

Sob o lema “30 anos de FIABA. Três décadas a abraçar a tradição”, o Parque de Eventos de Santa Maria da Vitória, na Vila da Batalha, recebe até domingo, dia 19 de junho a trigésima edição da Feira de Artesanato e Gastronomia da Batalha.

62 expositores de todo o país marcam presença no certame, onde o público pode apreciar diverso artesanato, produtos regionais como mel, o azeite, os licores, o vinho e os enchidos. As tradicionais tasquinhas, das diversas associações do concelho, contam este ano com uma área totalmente coberta para melhor receber o visitante.

A animação também está garantida e juntará artistas como Quim Barreiros, Elsa Gomes & Banda, Banda Kroll, Miguel Bravo, Catraia ou os AHKORDA, banda originária de São Mamede, Batalha. As noites de 17 e 18 de junho terão também animação com a atuação de DJ’s na tenda eletrónica. De destacar a realização no sábado, 18 de Junho, do Encontro de Concertinas e Harmónios da Alta Estremadura, que juntará mais de 60 tocadores no recinto.

A inauguração do evento realizou-se no dia 15 de junho, com a presença do secretário de Estado da Administração Local e Ordenamento do Território; do presidente do Turismo Centro de Portugal, Pedro Machado; do presidente da Câmara Municipal da Batalha, Raul Castro, entre outras entidades locais e regionais.

Após a visita aos diversos expositores, Raul Castro agradeceu a todos os que deram o seu contributo para a realização e sucesso da edição deste a ano da FIABA, que regressa depois de dois anos de interregno devido à pandemia. O edil lembrou ainda que a “FIABA é de todos nós” e só com o esforço de todos é possível.

Latoeiro

Por sua vez, Pedro Machado realçou como “é bom estarmos todos juntos aqui” mostrando que o Turismo do Centro está “particularmente feliz de colaborar com o município da Batalha” porque “estes eventos são e serão sempre um extraordinário cartão-de-visita do que temos de melhor no nosso país e nas nossas regiões, o nosso artesanato, a nossa gastronomia, os nossos vinhos. Tudo aquilo que temos para poder receber bem, é sem sombra de dúvida algo que precisamos de continuar a promover e esta promoção felizmente começa a ter sinais muito positivos”.

O presidente do Turismo Centro de Portugal informou também que a grande Região Centro, nos dados apresentados pelo INE neste mesmo dia, já aponta para um crescimento superior ao registado no mês homólogo de março e abril de 2019.

“São bons os ventos, está a boa bonança a começar a aparecer, o que quer dizer também que todo o conjunto da nossa riqueza turística do Centro de Portugal, começa novamente a atrair, em primeiro lugar os portugueses e em segundo lugar muitos estrangeiros que querem voltar a nossa região e particularmente o nosso mosteiro”, adiantou.

Para Pedro Machado, a FIABA que volta a acontecer em 2022 “é um extraordinário sinal dessa vitalidade”, tendo parabenizado o município da Batalha pela oportunidade que está a ser dada aos artesãos e ao comércio, de “estar em contato com o público e desta forma pudermos voltar a gerar dinâmica, a gerar riqueza e seguramente melhor e mais bem-estar para as nossas famílias”.

 

Animação junto à área de gastronomia

A terminar, Carlos Miguel realçou que “uma feira tem a vertente do negócio, mas também a de trazer pessoas e trazer pessoas traz mais gente a este negócio. Além disso, é também um sítio de encontros e nós estamos tão precisados de nos encontrarmos, depois de dois anos de pandemia.”

 Mónica Alexandre

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.