Edição: 261

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/8/13

Estudo recomenda a localização no Bombarral

Assembleia Municipal do Bombarral saúda estudo da Universidade Nova de Lisboa sobre o Hospital do Oeste

Paços do Concelho do Bombarral

A Assembleia Municipal do Bombarral aprovou, no dia 24 de junho, uma Moção sobre o Hospital do Oeste. A Moção recorda que o estudo sobre “O Futuro da Política Pública da Saúde do Oeste”, encomendado pela OesteCIM à Universidade Nova de Lisboa, aponta o Bombarral como a melhor localização para a construção do novo Hospital do Oeste.

De acordo com o mesmo estudo, das nove localizações estudadas, o Bombarral é aquela que apresenta maior centralidade com base nos dois parâmetros considerados mais importantes e essenciais, de acordo com a auscultação aos presidentes das doze câmaras municipais, à comissão de utentes e aos profissionais de saúde. O tempo e a distância a todos os concelhos.

O estudo em referência, fez numa primeira fase “um diagnóstico sobre a necessidade de construção de um novo hospital para o Oeste”, apontando, nesta segunda fase, as conclusões sobre a localização do mesmo.

Os deputados do Bombarral consideram que a região do Oeste necessita urgentemente de uma infraestrutura supramunicipal que responda com qualidade e eficiência à crescente procura de cuidados de saúde dos oestinos e que, há largos anos, tem sido uma exigência da Comunidade Intermunicipal do Oeste e de todos os munícipes abrangidos pelo atual Centro Hospital do Oeste.

Por outro lado, defendem que qualquer infraestrutura supramunicipal deve obedecer a um Plano Nacional da Política de Ordenamento do Território que determina que se deve assegurar a equidade territorial no provimento de infraestruturas e de equipamentos coletivos e a universalidade no acesso aos serviços de interesse geral, promovendo a coesão social.

O estudo sobre “o Futuro da Política Pública da Saúde do Oeste” foi encomendado pela OesteCIM, por unanimidade dos doze municípios, à Universidade Nova de Lisboa, em critérios amplamente conhecidos e com base numa auscultação às assembleias municipais e aos presidentes das doze câmaras, à comissão de utentes e aos profissionais de saúde, Centro Hospitalar do Oeste e Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo;

Acresce que a localização de uma infraestrutura supramunicipal de saúde deve basear-se em critérios de equidistância aos vários concelhos e minimização do tempo de deslocação dos utentes.

Os eleitos recordam que princípio da aceitação e solidariedade dos autarcas da região esteve sempre presente, considerando que o importante é a construção de um novo hospital e que a sua localização sairia de um estudo científico independente;

A constituição de Comunidades Intermunicipais tem como um dos seus objetivos estruturar redes de centros urbanos sub-regionais assentes na concertação intermunicipal de recursos e equipamentos, capazes de sustentar a coesão territorial e de garantir o acesso a serviços coletivos e funções urbanas de gama alargada.

A Moção sublinha que o estudo prova de forma inequívoca que a localização do Bombarral é a que melhor serve a população da Região Oeste.

O Bombarral é a melhor localização em termos de acessos, tempo e distancia, e infraestruturas a Norte/Sul e Este/Oeste, uma vez que o atual Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais das Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, servindo cerca de 300 mil habitantes dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra.

Em termos de socorro de emergência, as distâncias até aos hospitais mais a Norte (Leiria) e a Sul (Loures) comprovam a centralidade do Bombarral no que respeita a estes dois pontos de acesso.

Assim, os membros da Assembleia Municipal do Bombarral, reunida a 24 de junho de 2022, congratulam-se com o estudo mandado fazer pela OesteCIM que comprova, conforme sempre foi dito, que o Bombarral é a melhor localização para a implantação do futuro Hospital do Oeste.

Pretendem também com esta Moção manifestar todo o apoio à Camara Municipal do Bombarral, na pessoa do seu presidente, bem como o total apoio e disponibilidade para as futuras démarches que se considerem necessárias para levar a bom porto todo este processo.

Assim, sendo o futuro Hospital do Oeste uma infraestrutura supramunicipal e regional de enorme alavancagem no desenvolvimento da coesão territorial da região, sem pôr em causa a qualidade no acesso dos cidadãos à unidade de saúde, a Assembleia Municipal congratula-se que o Bombarral fosse o escolhido para a implantação do futuro Hospital do Oeste, favorecendo uma maior dinâmica económica e social para a contribuição da coesão territorial da Região Oeste.

A presente moção vai ser enviada à Comunidade Intermunicipal do Oeste, Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Centro Hospitalar do Oeste (CHO), Ministério da Saúde e Comissão de Saúde da Assembleia da República.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.