Edição: 261

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/8/13

Assembleia Municipal da Nazaré aprova proposta de voto de louvor da CDU

Biblioteca Municipal da Nazaré passa a designar-se José Soares em homenagem a artista centenário

Biblioteca Municipal da Nazaré

O Grupo Municipal da CDU na Assembleia Municipal da Nazaré apresentou para discussão e votação, na sessão de 28 de junho, uma proposta de voto de louvor a José Soares, recordando que “a Nazaré tem conhecido, ao longo da sua existência, inúmeros nazarenos, homens e mulheres, que dedicaram parte substancial da sua vida a falar dela e a mostrá-la, na pintura, na escultura, no desenho, na fotografia, em filmes, em documentários, na música, na escrita, etc. A Nazaré foi a base e o tema de eleição para a divulgação da arte que escolheram. Entre os muitos nazarenos que o têm feito com desmesurada qualidade encontra-se José Soares da Conceição.”

Este nazareno, tratado carinhosamente por “Zé Soares”, é uma referência na Nazaré, pelo seu conhecimento e amplo entendimento sobre a cultura e identidade local. Tendo acabado de completar 100 anos de vida no dia 24 de maio foi, nesse dia, com muita justiça, atribuído o seu nome à biblioteca municipal da Nazaré, que assim passou a identificar-se como Biblioteca Municipal José Soares.

“Aqui se regista esse facto com regozijo. Filho de gente do mar, do seu percurso e experiência de vida emergiu o gosto pela investigação em vários domínios socioculturais, tendo como rumo uma melhor compreensão das raízes e contexto patrimonial desta vila piscatória, que tão bem tem sabido interpretar e descrever. Tem uma vasta obra dedicada, quase em exclusivo, à Nazaré e às suas gentes e vivências quotidianas”, refere a moção.

“Falar de José Soares é falar da sua escrita, da sua poesia, da sua pintura, mas também da sua longa vida, da sua profissão de técnico de turismo, das suas dificuldades em tempos da ditadura, da sua aprendizagem autodidata, da sua intervenção social e política, dos seus amigos a quem mostrou a nossa terra e os fazia voltar e ficar temporadas. A sua sensibilidade e humanidade perante as injustiças, que viu acontecerem ao longo de anos, levou-o a aprender a lutar para as esbater ou terminar”, prossegue.

“Com uma forte intervenção a nível comunitário ao longo da sua vida, José Soares dedicou especial atenção ao tecido cultural da vila. A sua atividade como técnico de turismo proporcionou-lhe um contacto privilegiado com a realidade local e uma proximidade com figuras de prestígio das Artes e das Letras que, por motivos profissionais ou atraídos pelas singularidades das gentes e costumes da Nazaré, aqui se fixaram temporariamente”, adianta a moção da CDU.

Com uma forte intervenção a nível comunitário, ao longo da sua vida José Soares dedicou especial atenção ao tecido cultural da vila. Sendo sócio da coletividade Biblioteca da Nazaré, a ele se deve a sua recuperação e reativação em 1972. Ainda na década de 1970, José Soares colabora com o então diretor do Museu Dr. Joaquim Manso na recolha e estudo de objetos etnográficos, com vista à organização e abertura daquela instituição como Museu Etnográfico e Arqueológico da Nazaré.

José Soares foi professor de Educação para Adultos, membro da Liga dos Amigos da Nazaré e da Associação de Defesa da Nazaré, sindicalista e candidato pela CDU à Câmara Municipal da Nazaré em 1989. Conviveu com várias personalidades do mundo da cultura e da arte, nacionais e estrangeiros, criando laços de sincera amizade e uma verdadeira rede de interesses culturais.

Num resumo da sua autobiografia, José Soares refere: “O homem não é o que parece nem o que é mas o que vai sendo. É portanto, um pouco mais do que diz o poeta: ‘por dentro das coisas é que as coisas são’. Afinal, o Homem é a sua história”.

Pelo exposto, a Assembleia Municipal da Nazaré reunida em plenário no dia 28 de Junho de 2022, deliberou atribuir este voto de louvor e reconhecer José Soares da Conceição como um dos vultos maiores da cultura nazarena, reconhecer a atribuição do seu nome à Biblioteca Municipal da Nazaré, que passou a identificar-se como Biblioteca Municipal José Soares no dia da passagem do seu centésimo aniversário de nascimento e manifestar a sua gratidão ao homenageado pelo exemplo de vida e de partilha comunitária dos seus vastos conhecimentos, pelas suas ações cívicas e pelas publicações escritas que fez ao longo da sua existência enquanto escritor e poeta.

Este voto de louvor vai ser enviado ao homenageado, à Câmara Municipal da Nazaré e à comunicação social local, regional e nacional para conhecimento e divulgação.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.