Edição: 261

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/8/13

Todas as candidaturas da instituição ao PRR foram aprovadas

Politécnico de Leiria vai aumentar em 80% o número de camas em residências de estudantes

Residência de Leiria

Foram aprovadas todas as candidaturas do Politécnico de Leiria para a construção de novas residências de estudantes e renovação das residências atuais, no âmbito do Programa Nacional para o Alojamento no Ensino Superior, financiado através do Programa de Recuperação e Resiliência (PRR), o que representa um aumento de 80% do número de camas disponíveis para estudantes. Graças à aprovação das nove candidaturas submetidas pela instituição, às quais se juntam mais três candidaturas efetuadas pelos municípios de Batalha, Marinha Grande e Torres Vedras, onde o Politécnico de Leiria é copromotor, estarão garantidas 1.359 camas aos estudantes da instituição, mais 614 camas que as disponíveis atualmente.

O Politécnico de Leiria apresentou nove candidaturas no âmbito do PRR, cinco para adaptação, aquisição e renovação de residências e quatro para construção de novas residências, que abrangem uma adaptação para residência (Convento de Santo Estevão), sete renovações de atuais residências (quatro em Leiria, duas em Caldas da Rainha e uma em Peniche) e a construção de cinco novas residências (Leiria, Caldas da Rainha, Peniche e Pombal).

Para além destas candidaturas, que correspondem a um aumento de 745 para 1.243 camas, o Politécnico de Leiria é ainda copromotor de mais três candidaturas dos municípios de Batalha, Marinha Grande e Torres Vedras, o que corresponde a mais 116 camas, fixando-se um total de 1.359 camas. A renovação e construção das residências de estudantes representa um investimento acima de 25 milhões de euros, financiados pelo PRR.

«Este resultado é muito importante por múltiplas razões. Em primeiro lugar, porque vamos passar a ter melhores condições para o alojamento dos nossos estudantes e vamos ser mais competitivos a nível nacional e internacional. Em segundo lugar, porque vamos com este investimento e aumento de camas libertar habitação nas cidades que ficam disponíveis para os cidadãos, em particular para os jovens licenciados no seu início de vida, regulando também, de algum modo, a inflação dos preços de aluguer para habitação. Finalmente, todo este investimento vai dinamizar a economia da região», afirma Rui Pedrosa, presidente do Politécnico de Leiria.

Com a aprovação destas candidaturas o Politécnico de Leiria assegurará residências de estudantes em todas as cidades onde conta com oferta formativa, quer seja em Escolas ou Núcleos de Formação, nomeadamente em Leiria, Caldas da Rainha, Peniche, Marinha Grande, Pombal e Torres Vedras. Para o sucesso da aprovação destas candidaturas o Politécnico de Leiria contou também com a colaboração e apoio dos municípios, que garantem a cedência de terrenos para a construção de novas residências.

«O apoio dos municípios tem sido fundamental neste processo, não só ao nível da cedência de terrenos para a construção de novas residências, mas também na submissão de candidaturas. Todos juntos, através de uma constante aposta em inovação e conhecimento, continuaremos a tornar este território cada vez mais atrativo às novas gerações», refere o presidente do Politécnico de Leiria.

Politécnico de Leiria é a segunda instituição de ensino superior com mais candidaturas aprovadas

Com nove candidaturas aprovadas, o Politécnico de Leiria é a segunda instituição de ensino superior a nível nacional com mais candidaturas aprovadas para a renovação e construção de residências para estudantes.

«Este resultado é ainda mais notável porque foi conseguido com suporte técnico de recursos internos do Politécnico de Leiria. Para todos os envolvidos nas candidaturas e nos projetos deixo o meu agradecimento público», conclui Rui Pedrosa.

    Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.