Edição: 261

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/8/13

NERLEI, CEC, COTEC e NERE promovem projeto ECO STARTUP

Associações do Centro, Norte e Alentejo querem criar 50 novas empresas ecológicas

Sede da Nerlei, em Leiria

Quatro associações das regiões Centro, Norte e Alentejo de Portugal estão a trabalhar em conjunto para fomentar um novo paradigma eco empreendedor nestas regiões, com o desenvolvimento de um programa de ecoempreendedorismo multirregional de âmbito nacional, que tem como um dos grandes objetivos criar 50 novas empresas.

Trata-se do Eco Startup, projeto liderado pela NERLEI – Associação Empresarial da Região de Leiria, que integra ainda o CEC – Câmara do Comércio e Indústria do Centro, localizado em Coimbra, a COTEC – Associação Empresarial para a Inovação, sedeada no Porto, e o NERE – Núcleo Empresarial da Região de Évora.

Os promotores do projeto estão a promover sessões entre empresas e entidades do sistema científico e tecnológico, das respetivas regiões, com o objetivo de identificar problemas/lacunas no tecido empresarial que possam constituir oportunidades de empreendedorismo. A par disso, vão realizar ações de sensibilização para a temática do empreendedorismo junto de escolas secundárias, profissionais e de ensino superior.

Conjugadas as oportunidades identificadas com o espírito empreendedor suscitado nos jovens alunos passar-se-á à fase de capacitação dos novos empreendedores com experiências de: imersão em ambiente empresarial; utilização de simulador de empreendedorismo; culminando o processo num Concurso Nacional de Ideias, que engloba bootcamps e sessões de mentoria.

O projeto Eco Startup promovido pela NERLEI, em copromoção com o CEC – Câmara do Comércio e Indústria do Centro, a COTEC – Associação Empresarial para a Inovação, e o NERE – Núcleo Empresarial da Região de Évora, pretende potenciar um novo paradigma Eco-empreendedor nas regiões Centro, Norte, e Alentejo, com o desenvolvimento de um Programa de Ecoempreendedorismo multirregional de âmbito nacional, com grande impacto mobilizador junto dos jovens empreendedores e das indústrias.

Projeto é financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, no montante de 601.874,30 euros, dos quais 511.593,16 euros são provenientes do Fundo Social Europeu.

       Fonte: NERLEI

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.