Edição: 264

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/11/26

Filipa Januário, médica fisiatra do CHL, orientou os dois trabalhos premiados

Estudos de Reabilitação Cardíaca do Centro Hospitalar de Leiria premiados em congresso europeu da especialidade

Dr. José Bernardo Ferreira

O Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do Centro Hospitalar de Leiria (CHL) foi premiado no âmbito dos congressos mundial, europeu e nacional de Medicina Física e de Reabilitação, realizados num só evento em julho, em Lisboa, com a distinção de dois trabalhos, realizados com coautoria do Serviço de Cardiologia do CHL, com foco no Programa de Reabilitação Cardíaca (PRC). Esta é uma terapia custo-efetiva, que tem como objetivo acelerar a recuperação após um evento cardíaco agudo e reduzir o risco de recorrência através da prescrição de exercício estruturado, educação, modificação de fatores de risco e otimização de terapêutica farmacológica. Tal permite reduzir a mortalidade cardiovascular e as readmissões hospitalares, bem como melhora a qualidade de vida.

«A taxa de adesão aos PRC é baixa e a maioria dos doentes mantém um estilo de vida sedentário e hábitos prejudiciais. Um dos obstáculos à adesão é a falta de autoconfiança dos doentes, tendo sido proposto que, aproveitando a crescente literacia digital da população, o uso de aplicações móveis pode ser eficaz na mudança de estilo de vida», esclarece Filipa Januário, médica fisiatra do CHL, que orientou os dois trabalhos premiados. «Neste sentido, os Serviços de Cardiologia e de Medicina Física e de Reabilitação do CHL colaboraram com o Politécnico de Leiria na criação de uma plataforma de telemonitorização incluída na aplicação móvel MOVIDA.eros, envolvendo a prescrição médica de exercício físico e a interação remota com os doentes. Foram realizados estudos para avaliar o efeito do uso do Movida.eros em doentes que cumpriram PRC após enfarte agudo do miocárdio, nomeadamente estes dois trabalhos premiados.»

“Hybrid cardiac telerehabilitation after acute coronary síndrome: adherence predictors and outcomes” foi o tema do trabalho do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação do CHL, apresentado por José Bernardo Ferreira, médico interno de Medicina Física e de Reabilitação, que ganhou o segundo prémio, atribuído pela European Society of Physical and Rehabilitation Medicine, no âmbito do “TransEuropean Scientific Contest”. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um Programa de Reabilitação Cardíaca Convencional (PRCC) e PRC Híbrido (PRCH), usando o Movida.eros, na qualidade de vida e níveis de atividade física. Ambas as intervenções foram eficazes, mas o PRCH mostrou ser superior ao PRCC nos índices de atividade física e na qualidade de vida dos doentes.

Fonte: AMC/MIdlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.