Edição: 263

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/10/5

Rede Internacional de Música Entre Lugares visa estender o alcance da música dos dois países e fomentar o intercâmbio musical com plataforma on-line

Projeto RIMEL nasce nas Caldas da Rainha para conectar a música do Brasil e de Portugal

A conexão entre a música brasileira e a música portuguesa é secular, mas ainda há espaço para fortalecer este vínculo. Com o objetivo de aproximar a produção musical de Brasil e Portugal, a Rede Internacional de Música Entre Lugares (RIMEL), projeto realizado pelo Festival Demo Sul e idealizado pelo produtor Marcelo Domingues, propõe a curadoria, pesquisa e mapeamento do universo da música independente produzida nestes dois territórios.

Por meio de workshops on-line em formato de conferências virtuais, com produtores, bandas e demais artistas cadastrados em uma plataforma, o projeto pretende criar uma estrutura base para promover a circulação e internacionalização destes cenários musicais. Os artistas interessados em participar devem preencher o formulário disponível no link (https://bityli.com/zffowj) até 30 de dezembro de 2022.

O mentor do projeto RIMEL é Marcelo Domingues de Oliveira, aluno em Gestão Cultural, na Escola Superior de Arte e Design (ESAD) das Caldas da Rainha.

Trabalha com agenciamento artístico e é diretor do Demo Sul, um festival de música independente realizado há 22 anos, no Brasil. Atualmente assume o posto de vice-presidente da FBA (Festivais Brasileiros Associados), uma associação que reúne 21 produtores de festivais de música em todas as regiões do Brasil.

Projeto em duas fases

Idealizada nas Caldas da Rainha, cidade portuguesa do distrito de Leiria localizada a 90 km ao norte de Lisboa e local onde o produtor Marcelo Domingues atualmente se encontra radicado, a RIMEL estruturou a execução do seu projeto de mapeamento em duas fases.

A primeira engloba a reunião de informações sobre estes cenários musicais a partir de duas fontes essenciais: um formulário on-line, de 01 de agosto a 30 de dezembro, e o envio de documentação dos artistas cadastrados, de 1º de janeiro a 20 de fevereiro de 2023. Para difundir o projeto, o formulário dos artistas cadastrados será enviado a vários parceiros e canais de divulgação a fim de se comunicar com o público-alvo de forma direta e personalizada.

A segunda fase do mapeamento musical do RIMEL iniciará um conjunto de atividades e projetos para documentar, conservar e aplicar as informações reunidas para auxiliar as cenas musicais destes dois territórios a criarem conexão entre si; fortalecerem iniciativas que estimulem o intercâmbio musical; e contribuírem para circulação dos músicos paranaenses e portugueses de modo territorial e internacional.

Nesta fase, um conjunto de workshops, em formato de conferências virtuais, com produtores, bandas e demais artistas cadastrados na plataforma, será programado com os objetivos de catalogar e disponibilizar a produção musical em uma plataforma virtual; organizar um banco de dados e pesquisa sobre estes cenários; identificar gêneros musicais representativos e em quais cidades há maior concentração de trabalhos independentes autorais; apresentar para ambos os países a produção musical dos artistas mapeados e estimular o network e o intercâmbio de apresentações.

A Rede Internacional de Música Entre Lugares (RIMEL) tem como parceiros a Alma Londrina Rádio Web, Festival Demo Sul, Feira Internacional da Música do Sul (FIMS) e Festivais Brasileiros Associados (FBA).

SERVIÇO – Rede Internacional de Música Entre Lugares (RIMEL)
Formulário on-line (15/07 a 30/12): https://bityli.com/zffowj
Envio da documentação (01 a 20/2/2023)
Mais informações: demosul.festival@gmail.com

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Linda M.

que projeto fixe! parabéns aos idealizadores