Edição: 262

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/9/29

Com concentração junto das instalações da empresa do concelho de Peniche

Trabalhadores da empresa Coralfish em Atouguia da Baleia reivindicam salários em atraso

Sindicato apoiou concentração de trabalhadores

Os trabalhadores da empresa Coralfish, em Atouguia da Baleia, em Peniche, concentraram-se no dia 17 de agosto, junto das instalações da empresa para reivindicar o salário de julho e o subsídio de férias em atraso. Já existem trabalhadores em situação de dificuldades financeiras e a nível pessoal e familiar com prestações em atraso e dificuldades em comprar alimentos, informou a Direção do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Indústria Alimentar (SNTIA). A Coralfish é uma empresa de produtos congelados e emprega cerca de 15 trabalhadores, na sua maioria mulheres.

“Pese embora a empresa ter informado o sindicato, que já requereu financiamento bancário e que nos próximos dias os salários seriam pagos, nada é certo”, adianta o sindicato, que considera ser seu dever continuar o trabalho de pressão e denúncia junto de várias entidades, nomeadamente junto da Junta de Freguesia e Camara Municipal, para além de estar em curso uma queixa junto da Autoridade para as Condições do Trabalho.

“A falta de pagamento da retribuição aos trabalhadores coloca numa situação desagradável todas as famílias que dependem destes salários, nomeadamente todas as despesas da habitação que ficam numa situação de atraso levando a possíveis situações de corte ou suspensão de serviços e também os bens alimentares, que ficam mais difíceis de adquirir podendo levar a casos de fome e de má nutrição”, revela o Sindicato, que tem sede em Santarém.

Concentração teve lugar junto à empresa em Atouguia da Baleia

Considerando toda esta situação que classifica de “lamentável”, o SNTIA informa que os trabalhadores já enviaram para a Empresa e ACT, os pedidos de suspensão dos contratos de trabalho, com efeitos a partir do próximo dia 27 agosto, estando o Sindicato Nacional dos Trabalhadores Indústria Alimentar a acompanhar a situação e a dar o apoio necessário pois já existem trabalhadores a passar dificuldades.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.