Edição: 262

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/9/29

Em resposta a comunicado do PSD

Distrital de Leiria do PS acusa PSD de politiquice e de não apresentar propostas na questão dos incêndios

A Comissão Política Distrital de Leiria do PS acusou esta sexta-feira, dia 19 de agosto, o PSD de fazer politiquice na questão dos incêndios e de não apresentar propostas alternativas às do Governo.

O PS começa por recordar que “o ano de 2022 tem, infelizmente, sido um ano marcado por uma vaga de incêndios em toda a Europa, onde os países do Sul estão a ser, naturalmente, mais afetados. Naturalmente, porque são países mais quentes e secos, pelo que as propagações dos incêndios são mais fáceis e rápidas do que em países mais húmidos.”

Nesse sentido, admite que “os incêndios são hoje uma guerra, que merece todo o nosso empenho. Uma guerra que mobiliza milhares de bombeiros, maioritariamente voluntários, que colocam as suas vidas em perigo para salvar vidas e bens, que merecem todo o nosso reconhecimento. Uma guerra da qual não devemos retirar os olhos em nenhum momento, sob pena de serem desviadas atenções daquilo que é essencial nesses momentos, que é mesmo o combate.”

Por isso, critica que “mesmo neste contexto de invulgar exigência e dedicação”, venha o PSD distrital de Leiria “fazer politiquice com os incêndios após uma visita do Senhor Ministro da Administração Interna aos concelhos da Batalha e de Ansião.”

A Comissão Política Distrital de Leiria do PS recorda a afirmação do PSD distrital de Leiria de que “as afirmações do ministro da Administração Interna sobre a melhoria da eficiência do combate a incêndios são uma ofensa aos habitantes das regiões afetadas pelos incêndios”, considerando que, “tal como é habitual nesse partido, o que de resto levou a que os habitantes do nosso distrito deixassem de confiar no mesmo, os ditos Sociais Democratas (apenas de nome) não apresentam quaisquer dados para contraporem ao que foi afirmado” pelo ministro José Luís Carneiro.

Além disso, “também não apresentaram quaisquer propostas alternativas ao que o governo está a colocar em prática. E não o fazem porque sabem que o reforço de meios é efetivo – basta ver o número de equipas de intervenção permanente que foram criadas em todo o distrito de Leiria – e porque sabem que os números apresentados sobre a eficácia dos combates a incêndios são verdadeiros”, sublinha a Comissão Política Distrital de Leiria do PS, secundando as palavras do ministro de que “mais de 90% dos incêndios em 2022 são dominados até aos 90 minutos, o que significa eficácia na resposta. Em cerca de 90% dos incêndios arde até 1 hectare de área.”

Assim, tal como ministro da Administração Interna afirmou “é nos restantes 10% dos incêndios que é preciso trabalhar, desenvolver conhecimento e aperfeiçoar metodologias”. É por isso que o Senhor Ministro escolheu o distrito de Leiria para anunciar a criação de uma equipa de avaliação regular e permanente, composta por todas as entidades envolvidas no dispositivo nacional e pelos centros de investigação e de conhecimento, em articulação com o Ministério da Ciência e do Ensino Superior”, adianta o comunicado do PS.

A Comissão Política Distrital de Leiria do PS considera que “é esta a principal e substancial diferença entre o Governo e o PSD; fazer, realizar, ao invés dos que se alcandorando a cargos de responsabilidade distrital, os usam como instrumento de panaceia e promoção política, dissonante da melhor prática de cidadania responsável.”

“O Governo desenvolve políticas, concretiza políticas e avalia o impacto das mesmas para que possa avançar com eventuais correções, com responsabilidade e em diálogo institucional. O PSD continua preocupado em fazer politiquice em vez de responder com dados e respostas concretos aos problemas que, por estes dias, nos preocupam a todos. Mas os habitantes do nosso distrito já perceberam que é o PS que está e sempre estará ao lado deles de forma responsável e solidária”, conclui.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.