Edição: 264

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/11/30

Aeronave de combate a incêndios pertence ao Centro de Meios Aéreos de Pernes

Helicóptero deslocalizado para Ponte de Sor vai regressar ao Aeródromo de Santarém

Helicóptero de combate a incêndios

O Município de Santarém foi contatado pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), no mês de julho, no sentido de se avaliar a possibilidade de utilização do Aeródromo de Santarém como alternativa ao Centro de Meios Aéreos de Pernes (CMA – Pernes), considerando que havia restrições operacionais no heliporto, as quais limitavam as operações e promoviam consequentes indisponibilidades do meio aéreo (helicóptero de combate a incêndios) posicionado naquele local.

Com o objetivo de garantir a operacionalidade e a salvaguarda de pessoas e bens do Concelho e do Distrito de Santarém, o Município de Santarém, confirmou essa possibilidade e despoletou, juntamente com o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS), todos os procedimentos necessários para que o aeródromo obtivesse todas as condições estruturais e de licenciamento junto das entidades competentes.

A deslocalização do meio aéreo do CMA de Pernes para o CMA de Ponte de Sor, anunciada pelos órgãos de comunicação social durante a última terça-feira (23 de agosto de 2022) e efetivada a partir de quarta-feira, foi da inteira responsabilidade da ANEPC, entidade que tutela a gestão operacional no Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais 2022 (DECIR 2022).

Neste momento o Município de Santarém tem a garantia por parte da ANEPC e do CDOS que o meio aéreo será, dentro dos próximos dias, recolocado novamente no seu Concelho, nomeadamente, no Aeródromo de Santarém, aguardando-se para esse efeito, a instalação do tanque de combustível por parte da Helibravo (operadora do meio aéreo), que abastece a aeronave.

Reconhecendo a importância da presença deste meio aéreo de combate a incêndios na área do Distrito de Santarém, o Município de Santarém reitera que, desde a primeira hora, desencadeou todos os procedimentos necessários para que a relocalização do helicóptero seja uma realidade, assegurando desta forma a salvaguarda de pessoas e bens.

Fonte: GRPC|CMS

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.