Edição: 262

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/9/29

Nova unidade afeta ao Serviço de Medicina Interna quer evitar amputações

Centro Hospitalar de Leiria cria Unidade Multidisciplinar de Pé Diabético

O Centro Hospitalar de Leiria (CHL) acaba de criar uma Unidade Multidisciplinar de Pé Diabético (UMPD), dedicada ao tratamento e acompanhamento de utentes com Pé Diabético. A nova Unidade, integrada no Serviço de Medicina Interna do CHL, está instalada no Setor 1 da Consulta Externa e representa um investimento superior a 100 mil euros, tendo como objetivo a melhoria de tratamento e acompanhamento destes utentes.

A UMPD vai funcionar em regime de Hospital de Dia, dispondo de sessões com tratamentos médicos, de enfermagem e podologia, além da consulta de Pé Diabético. O seu caráter multidisciplinar permitirá a articulação, na Consulta Externa, com as especialidades de Medicina Interna, Cirurgia Geral, Ortopedia, e Medicina Física e de Reabilitação, mas também com a Unidade de Hospitalização Domiciliária e com o Serviço Social.

De acordo com Diana Fernandes, coordenadora da UMPD, «a prevalência da Diabetes em Portugal é elevada e tem vindo a aumentar, e o Pé Diabético é uma complicação da Diabetes com elevado impacto na qualidade de vida dos doentes. Como tal, o objetivo principal na abordagem dos doentes com Pé Diabético é evitar a amputação e as limitações a ela associadas».

Diana Fernandes explica que «o Hospital de Dia de Pé Diabético, integrado nesta unidade, irá funcionar de segunda a sexta-feira, assegurando diariamente avaliação médica e de enfermagem», no âmbito de «um projeto único, desenvolvido por uma equipa dinâmica e motivada», que considera «irá ter com certeza um impacto significativo na nossa população».

A equipa que compõe a UMPD contará com três médicos, cinco enfermeiros, um podologista e um assistente operacional. O novo espaço que acolhe a UMPD conta com cinco gabinetes de consulta, uma área de trabalho em open space, sala de pensos com lava-pés, sala de reuniões, sala de limpos, sala de sujos e um armazém. Por ano, estima-se que a nova unidade venha a realizar cerca de 3.000 sessões de Hospital de Dia e 1.300 consultas de Pé Diabético.

Entre os principais objetivos decorrentes da criação da UMPD, além da redução do número de amputações relacionadas com o Pé Diabético, pretende-se reduzir também o número e tempo dos internamentos com origem em úlceras do Pé Diabético. A nova unidade irá contribuir igualmente para uma maior acessibilidade à consulta através da implementação da Via Verde do Pé Diabético, além da otimização da articulação com os cuidados de saúde primários e a formação continuada de profissionais de saúde na área do Pé Diabético, a par da promoção da literacia em saúde, junto do público em geral, relacionada com esta temática.

«A criação desta unidade constitui um passo importante no reforço dos cuidados prestados pelo CHL à comunidade, visto que a criação de uma área dedicada ao Pé Diabético era uma necessidade já identificada pelo serviço de Medicina Interna como prioritária para garantir um melhor acompanhamento e tratamento destes doentes, proporcionando-lhes uma maior autonomia e qualidade de vida», considera Licínio de Carvalho, presidente do Conselho de Administração do CHL.

«A melhoria da prestação de cuidados nesta área terá como base a otimização de recursos humanos e materiais, além da articulação entre serviços e com os cuidados de saúde primários, com vista à promoção de maior facilidade no acesso aos tratamentos por parte dos utentes», reforça o presidente do Conselho de Administração do CHL.

   Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.