Edição: 262

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/9/29

Durante os anos de 2020 a 2022

PJ detém homem pela prática de quinze crimes de incêndio florestal em Arruda dos Vinhos

A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo e com o apoio do Grupo de Trabalho de Redução de Ignições do Centro, como corolário de investigações que decorrem há vários meses, procedeu à detenção fora de flagrante delito, de um homem de 31 anos de idade, suspeito de, durante os anos de 2020 a 2022, ter praticado 15 (quinze) incêndios florestais na freguesia de Santiagos dos Velhos, em Arruda dos Vinhos, local onde reside.

Os focos de incêndio terão sido provocados por chama direta, utilizando para o efeito um isqueiro que tem por hábito trazer consigo, tendo consumido povoamento florestal composto por eucalipto, mato e terreno agrícola, dos quais derivou área ardida total de cerca de 350.000m2 – 35 hectares.

Nestes incêndios, o perigo de propagação foi elevado, tendo colocado em risco as habitações que se situam nos locais onde os fogos ocorreram, só não se tendo verificado maiores danos e prejuízos em virtude de os fogos terem sido precocemente detetados e eficazmente combatidos pelos Bombeiros Voluntários de Arruda dos Vinhos.

O indivíduo justificou os incêndios deflagrados devido ao excessivo consumo de álcool e produtos estupefacientes.

O detido vai ser presente à competente autoridade judiciária para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.