Edição: 262

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/9/29

Única tenista portuguesa em prova

Francisca Jorge vence e passa à segunda ronda do W60 Caldas da Rainha Ladies Open

Com a chuva a continuar a perturbar a programação e a pôr à prova a organização e equipa de arbitragem, o W60 Caldas da Rainha Ladies Open prosseguiu com a realização da primeira eliminatória do quadro de singulares. A chuva deu tréguas na parte da tarde e nove dos 13 encontros programados puderam ser completados, numa jornada que terminou às 22h30.

Das três tenistas portuguesas em ação, só Francisca Jorge (295.ª) conseguiu lograr a passagem à segunda ronda. Frente à norte-americana Anna Rogers (764.ª), a número um portuguesa dominou a partida inicial, mas não entrou tão bem no segundo set e teve de recuperar de 1-3, para vencer, por 6-2, 6-4. Nesta quinta-feira, “Kika” defronta a italiana Lucrezia Stefanini (186.ª) – no único duelo anterior, no ano passado, no W25 da Figueira da Foz, a tenista lusa venceu em três sets.

Menos sorte teve a irmã, Matilde Jorge (776.ª), que jogou de igual para igual com a segunda jogadora mais cotada da prova, dotada com um prize money de 60 mil dólares (mais hospitalidade). Mas a australiana Maddison Inglis (129.ª), detentora de cinco títulos ITF, foi mais forte na parte final de ambos os sets e venceu, com um duplo 7-5.

Ana Filipa Santos (933.ª) chegou às Caldas da Rainha com o objectivo de passar uma ronda do qualifying, que conseguiu, e acabou por ter a experiência de jogar no quadro principal, após ser repescada da fase de qualificação. A número quatro portuguesa no ranking WTA realizou um excelente set inicial, mas acabou pode ceder na parte final para a norte-americana Jamie Loeb (292.ª), que soltou-se para ganhar, com os parciais de 7-5, 6-1.

Mais informações sobre o Caldas da Rainha Ladies Open estão disponíveis em http://www.caldasdarainhaladiesopen.com/

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Ainda não há comentários nenhuns.