Edição: 265

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/12/4

Site de experiências apresentado na cidade onde o novo artesanato está bem vivo

"Portugal Manual" de artesãos contemporâneos e empreendedores lançado em Tomar

Apresentação do site “Portugal Manual, Curated Cultural Experiences”

O Centro Cultural da Levada de Tomar foi o espaço escolhido para o lançamento do site “Portugal Manual, Curated Cultural Experiences”, uma iniciativa da Portugal Manual, rede de artesãos contemporâneos e empreendedores num ecossistema de negócios e transmissão de saberes, que pretende dar a conhecer ao mundo o que de melhor se faz em Portugal.

A sessão contou com a presença da presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas, do presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, da coordenadora da rede, Filipa Belo e de grande parte dos artesãos que fazem parte da mesma, entre os quais alguns que apresentaram o seu testemunho pessoal: Catarina de Jesus (marca Wicker_It), Nuno Henriques (Toino Abel) e José Aparício (Oficina Marques).

Expressões e palavras-chave neste lançamento foram sustentabilidade e economia circular (mas de forma prática, não meros chavões, uma vez que na sua grande maioria os artesãos que integram o Portugal Manual trabalham com base em matérias-primas locais e, por definição, num processo criativo manual e vagaroso, frequentemente em comunhão com as próprias tradições da zona onde se encontram).

Mas é precisamente na relação com a tradição artesanal que se marca a diferença. Apesar da preocupação com a salvaguarda das técnicas e da história dos artefactos, todos estes são projetos que têm como princípio inovar esteticamente, com uma componente artística e criativa relevante.

Outra preocupação é a valorização do trabalho, evitando que o preço seja um tabu e que ele reflita os custos de uma produção cuidada e consciente, mas também o valor intrínseco ao objeto enquanto peça única e que tem toda uma história por detrás.

Daí que este projeto, para além de uma montra do trabalho dos artesãos envolvidos, tenha também o objetivo de levar os compradores e turistas a um contacto direto com eles nos seus próprios ateliers.

Em Tomar houve precisamente a oportunidade de o fazer, no final da sessão, noutro dos espaços do Centro Cultural da Levada, a Moagem A Portuguesa, onde João Nuno Videira, artista têxtil que integra o Portugal Manual, tem o seu espaço de trabalho no primeiro piso, onde as lãs convivem com a memória da fabricação de farinhas durante o século passado.

O site pode ser acedido em www.curatedexperiencesportugal.com .

   Fonte: GCI|CMT

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.