Edição: 265

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/12/4

Presidente Aurélio Ferreira apela à despoluição do Rio Lis

Câmara da Marinha Grande conclui que o atual foco de poluição do rio Lis é a ETAR do Coimbrão

Rio Lis

O presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, Aurélio Ferreira, apelou este sábado, 15 de outubro, ao ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, para uma resolução célere dos problemas de poluição do rio Lis, que têm impacto na Praia da Vieira e provocam danos ambientais e de saúde pública.

Para o efeito, entregou um dossier com a monitorização da qualidade da água do rio Lis, entre 2018 e 2022, no qual o Município da Marinha Grande e a Unidade de Saúde Pública (USP) do ACES Pinhal Litoral solicitam às entidades competentes a tomada de medidas urgentes em prol da salvaguarda do ambiente e da saúde pública na sua área de jurisdição.

O Município da Marinha Grande “iniciou em 2018 um programa de monitorização para encontrar a fonte poluidora, concluindo que o atual foco de poluição do rio Lis é a ETAR do Coimbrão, ou seja, que o agente poluidor é a entidade criada pelo Governo para a despoluição do rio (Águas de Portugal, SGPS, SA)”. Por outro lado, conclui o documento, “a autoridade fiscalizadora (Agência Portuguesa do Ambiente) não tem vindo a cumprir a sua missão de fiscalização da rejeição em massas de água”.

Inaugurada em janeiro de 2008, através de um investimento de 15,6 milhões de euros, foi garantido aos acionistas (entre eles o Município da Marinha Grande) e à população local, o bom funcionamento da ETAR do Coimbrão.

Tendo sido esta ETAR instalada com o objetivo de resolver os problemas de poluição urbana e suinícola do rio Lis, “atualmente observa-se um ‘constrangedor’ estado de degradação e de quase desativação que compromete a qualidade ambiental das áreas balneares da Praia da Vieira, com inevitáveis consequências para a saúde pública das populações limítrofes, utilizadoras destes locais”, refere o dossier entregue ao ministro.

     Fonte: GCI|CMMG

 

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.