Edição: 264

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/11/27

Banquetes, petiscos, showcookings, harmonizações, workshops, mostra de produtos das várias regiões e muita animação musical

Festival Nacional de Gastronomia começa sexta-feira e com muitas novidades no programa

Cartaz

A 41º edição do Festival Nacional de Gastronomia de Santarém está a chegar e a inauguração acontece já esta sexta-feira, dia 21 de outubro, na Casa do Campino. Com um programa repleto de novidades como banquetes, petiscos, showcookings, harmonizações com produtos representativos de cada região, workshops, street food e animação musical, o evento gastronómico de maior representatividade nacional vai pôr à prova os melhores sabores de diversas regiões do país.

Com a curadoria do chef Rodrigo Castelo, embaixador para a gastronomia de Santarém, e promovido pela Câmara Municipal de Santarém, sob a coordenação de João Teixeira Leite, vice-presidente do Município de Santarém, com o pelouro do turismo e grandes eventos, este festival assume-se como uma verdadeira mostra do património gastronómico de Portugal e revela novos momentos para celebrar a gastronomia regional e nacional.

Na zona de restauração e gastronomia irão estar em destaque nove banquetes, quatro destes com chefes de restaurantes com Estrela Michelin ou Bib Gourmand que irão realizar-se durante o festival, em que os chefes foram desafiados por Rodrigo Castelo a criar um menu com inspiração nas suas regiões de origem, com pairing de vinhos de produtores da mesma região.

Nomes como Diogo Rocha (27 de outubro), Henrique Sá Pessoa (28 de outubro) e João Oliveira (31 de outubro), são os três chefes que se juntam ao chef Rodrigo Castelo (21 de outubro), anfitrião da iniciativa, para protagonizarem estas oportunidades ímpares de degustação.

Nestes jantares exclusivos, a harmonização será feita, respetivamente, com vinhos de cada região: do Dão, com a Quinta de Lemos, Vinhos de Lisboa, Vinhos do Algarve, e Vinhos do Tejo. Os outros cinco banquetes serão servidos por cinco restaurantes da cidade: Amassa, Digusto, KOOK, 2 Petiscos e Oh! Vargas, que terão oportunidade de dar a conhecer o melhor das suas cozinhas fazendo harmonizações com vinhos gentilmente cedidos pela CVR Tejo.

A área da Garrafeira, dedicada a harmonizações com produtos emblemáticos de cada região, com a curadoria de Rodolfo Tristão, terá um espaço com mesas altas e uma zona própria para a realização de workshops de vinhos. Em área adjacente, em mesa corrida, a cozinha portuguesa dos 8 restaurantes participantes no festival, irá ‘desfilar’ para se dar a conhecer. Todos os dias às 18h00, uma mostra com degustação e harmonização dá aos presentes boas ideias das opções que ali existem para uma refeição tipicamente portuguesa.

Não faltará também oportunidade para a realização de showcookings a cargo da Associação de Municípios Portugueses do Vinho (AMPV). Neste espaço, irá ainda decorrer, no dia 22 de outubro, a assinatura do Protocolo entre a AMPV, a ARVP (Associação das Rotas de Vinho de Portugal), a Federação das Confrarias Gastronómicas e a Federação das Confrarias Báquicas para a organização do Dia da Gastronomia a Património Cultural e Imaterial de Portugal (26 de julho).

No ‘Espaço CONFAGRI’ – Praça Central da Casa do Campino, além da realização de showcookings, irão decorrer diversas mesas redondas, ao longo do festival, sempre pelas 20h00, com a moderação da Confraria da Água Benta. Irão ser debatidos temas como “Vinhos de Intervenção Mínima? Vinhos Naturais? Vamos saber o que é?” (21 outubro); “Influencers de Vinho: podem ajudar o mundo dos vinhos?” (22 outubro); “Sommeliers, profissão de presente e futuro” (23 outubro); “Castas Brancas que vão brilhar no futuro?” (24 outubro); “Cocktails de Vinho” (25 outubro); “Castas tintas que vão brilhar no futuro?” (26 outubro); “O novo empresário da restauração como tem de agir?” (27 outubro); “Vinhos estrangeiros em Portugal, Positivo ou Negativo” (28 outubro); “Música e Vinho” (29 outubro); “Vinhos Licorosos: um futuro risonho no Tejo” (30 outubro); “Vinhos Rosés: consumo sazonal ou todo o ano?” (31 outubro).

O Espaço TEKA irá acolher várias ações de formação “Escola de Bar”, dedicadas a inúmeras temáticas como mixologia, bebidas espirituosas ou destilados, com a curadoria do bartender português Wilson Pires.

A Tenda Repsol será palco de diversas conferências e showcookings, com a consultoria do chef anfitrião deste festival e de Wilson Pires, onde irão participar vários chefes. Ao longo dos 12 dias de festival, irão também decorrer, aqui, alguns concursos com destaque para “4º Concurso Nacional de Gastronomia Tradicional Portuguesa”; “2º Concurso Nacional de Sobremesas Tradicionais Portuguesas”; “5º Concurso Nacional de Leitão Tradicional Português”; “11º Concurso Nacional de Pasteis e Empadas Tradicionais Portugueses”; “4º Concurso Nacional de Entradas e Petiscos Tradicionais Portugueses”; “3º Concurso Nacional de Sopas Tradicionais Portuguesas”; e “3º Concurso Nacional de Frango Assado Tradicional Português”.

As atividades lúdicas estarão igualmente presentes neste evento, com ranchos folclóricos, animações itinerantes, DJs e um concerto com o fadista Rui Tanoeiro e prometem animar os visitantes.

O Festival Nacional de Gastronomia de Santarém terá, assim, nesta edição, a zona de petiscos “Chef Makro” com 24 chefes, a “Praça Confagri” com diversos produtores, mais de 100 expositores na “Tenda Repsol”, 40 municípios envolvidos, 32 produtores agroalimentares, 34 doçarias, 15 stands de marcas profissionais, 20 artesãos, 8 restaurantes permanentes, 14 regiões de vinhos, 4 banquetes com chefes de restaurantes com Estrelas Michelin ou Bib Gourmand, 5 banquetes de restaurantes de Santarém, e mais de 30 parceiros privados envolvidos. Todas as regiões do país irão estar representadas neste festival, nesta grande celebração da gastronomia nacional, promovida pela Câmara Municipal de Santarém.

Os bilhetes diários já se encontram à venda online na bol e têm um custo de 2,5€ (gratuito até às 18h00, de 2ª a 6ª feira). Podem, ainda, ser adquiridos, na Casa do Campino, no horário disponível da bilheteira, durante o festival.

Informações adicionais

Horários

Artesanato | Comerciais | Doçaria | Restaurantes|
Produtos Regionais (Casa do Campino)
21 a 31 de outubro: 12h00 – 24h00
1 de novembro: 12h00 – 18h30

Zona dos Destilados e Recinto Exterior

21 de outubro: 12h00 – 24h00
22 e 23 de outubro: 12h00 – 02h00
24 a 27 de outubro: 12h00 – 24h00
28 e 29 de outubro: 12h00 – 02h00
30 de outubro: 12h00 – 24h00
31 de outubro: 12h00 – 02h00
1 de novembro: 12h00 – 18h30

Preços

2ª a 6ª-feira até às 18h00: entrada gratuita
A partir das 18h00: 2,5€
Entrada livre até aos 17 anos (inclusive)
Sábados, domingos e feriados: 2,5€
Bilheteira – das 11h45 às 23h00

Sites
http://www.festivalnacionaldegastronomia.pt/

Redes sociais

https://www.facebook.com/FestivalNacionalGastronomia
https://www.instagram.com/festival.nacional.gastronomia/

     Fonte: Chefs Agency

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.