Edição: 265

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/12/4

Concelho recebeu o primeiro Encontro da SPP

Município da Lourinhã assina protocolo com a Sociedade Portuguesa de Paleontologia

Museu da Lourinhã

A Lourinhã recebeu o primeiro Encontro da Sociedade Portuguesa de Paleontologia (SPdP), um evento que decorreu nos dias 15 e 16 de outubro, organizado pela Sociedade Portuguesa de Paleontologia, com o apoio do município da Lourinhã e outros parceiros locais e nacionais, com os objetivos de celebrar a Paleontologia em Portugal, a partilha de interesses, curiosidades e necessidades, permitindo conhecer tudo o que está a ser feito a nível nacional, não só no âmbito científico, mas também cultural, educativo, museológico ou recreativo.

Neste evento foi assinado um protocolo de colaboração entre o município da Lourinhã e a SPdP, representados respetivamente pelo presidente da autarquia, João Duarte de Carvalho e pelo presidente da direção, Octávio João Madeira Mateus, que visa a divulgação e promoção da paleontologia, concretamente através de uma comparticipação financeira no valor de mil euros, a título de incentivo pela atividade que a SPdP desenvolve no âmbito do protocolo, bem como a garantia de condições logísticas, inerentes à realização das atividades, também objeto do protocolo.

Durante os dias 15 e 16 de outubro foram ainda realizadas várias sessões para comunicações científicas e uma homenagem ao primeiro sócio honorário da SPdP, assim como workshops e saídas de campo, onde se percorreu alguns afloramentos do Jurássico Inferior (concelhos da Lourinhã e Peniche) e o Carbónico da Bacia do Buçaco (concelhos de Anadia e Mealhada).

Para João Duarte de Carvalho, este encontro reverte-se de especial importância, não só pela assinatura do protocolo de colaboração com a SPdP, mas também porque permitiu consolidar “um legado, onde a ciência e o trabalho em parceria foram e são, a chave do sucesso”.

O presidente da Câmara afirmou ainda que “se hoje temos laboratórios de excelência, um centro de acolhimento de estudantes de mestrado e doutoramento em paleontologia, um parque temático sobre dinossauros, e uma candidatura a geoparque mundial da UNESCO, é porque aqui temos um património notável e de reconhecimento internacional. Temos e fazemos ciência, temos as parcerias e os parceiros certos porque aqui temos pessoas que reconhecem e acarinham todos aqueles que estudam e trabalham sobre estas temáticas.”

      Fonte: IL|GCI|CML

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.