Edição: 265

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/12/4

Encerramento conta com a presença do Presidente da República

Leiria recebe 4º Encontro Nacional de Cuidadores Informais

Cartaz

O 4º Encontro Nacional de Cuidadores Informais decorre este sábado, dia 5 de novembro, a partir das 9h15, no CDIL-Centro de Diálogo Intercultural de Leiria e, também, online.

O programa prevê a abordagem de temas como a Implementação do Estatuto do Cuidador Informal; o Papel do Cuidador Informal na Integração de Cuidados na Saúde Mental; Cuidados Paliativos e Hospitalização Domiciliária, que serão apresentados, durante a manhã, sendo que da parte da tarde, estão em destaque, o painel – Desafios na Resposta para o Descanso ao Cuidador, e o painel – Respostas e Projetos de Intervenção (programa anexo). A participação é gratuita, mas sujeita a inscrição.

A sessão de abertura conta com as participações da Presidente da Associação Nacional de Cuidadores Informais, Liliana Gonçalves, e do Presidente da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes, e o encerramento com a presença da Secretária de Estado da Inclusão, Ana Sofia Antunes, e do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Organizado pelo Município de Leiria em parceria com a Panóplia de Heróis – Associação Nacional de Cuidadores Informais, este encontro acontece em Leiria no ano em que o Município aprovou, em reunião de Câmara de 12 de julho, o projeto “Leiria Cuida”, uma iniciativa de apoio aos cuidadores informais, criada com o objetivo de realizar ações individuais de formação e capacitação com vista à melhoria das condições no cuidado de cidadãos necessitados.

A vereadora do Desenvolvimento Social, Ana Valentim, destaca que “os cuidadores informais enfrentam no seu dia-a-dia enormes desafios, quer do ponto de vista físico, quer psicológico, principalmente para os cuidadores de idosos, que nalgumas situações podem evoluir para um quadro de depressão e sobrecarga.”

No concelho de Leiria, encontram-se registados 60 cuidadores informais, sendo que o projeto “Leiria Cuida” se dirige a todos os cuidadores, independentemente de terem ou não esse estatuto, ao abrigo da lei aprovada em setembro de 2019.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.