Edição: 265

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/12/4

Nazaré

Empreitada de Arborização do Parque da Pedralva já arrancou

Parque da Pedralva

A empreitada de arborização de uma área de 2,52 ha do Parque da Pedralva teve início, no dia 8 de novembro, num investimento que totaliza os 81.730,45 €.

O investimento na arborização surge no âmbito da candidatura ao Aviso n.º 11/REACT-EU/2021 – (Re) Arborização de espaços verdes e criação de ilhas-sombra em meio urbano, cujo objetivo específico é o “Apoio à Transição Climática”, e que está inserido na Prioridade de Investimento (PI) 13.1 “Promoção da recuperação da crise no contexto da pandemia de COVID-19, e respetivas consequências socias, e preparação de uma recuperação ecológica, digital e resiliente da economia”, enquadrado no Eixo VII – REACT-EU FEDER do COMPETE2020.

O Município da Nazaré pretende consolidar a sua estratégia de sustentabilidade, intervindo numa das principais zonas verdes do concelho – o Parque da Pedralva, que integra a oferta turística que do Município.

Este espaço assume-se como um dos principais pontos verdes da vila, potenciando um conjunto de atividades de recreio e lazer. Caracterizado pela sua elevada biodiversidade, ilustra o período Cretácico inferior (o qual se seguiu após o período Jurássico), incluindo ainda, na zona do Monte Branco, um distinto miradouro com vista panorâmica sobre toda a vila.

É objetivo do projeto rearborizar o espaço, removendo as espécies invasoras e vegetação espontânea desordenada, e proceder, posteriormente, à plantação de árvores, árvores de pequeno porte, maciços de arbustos/sub-arbustos e herbácea, bem como plantas com floração atrativa e que perdurem.

As medidas pretendem fortificar a imagem natural e característica do Parque da Pedralva, reduzindo as vulnerabilidades do território e fomentando a utilização e usufruto do espaço, através do aumento da sua sustentabilidade e atratividade.

Espera-se que a intervenção potencie e melhore o usufruto deste espaço, designadamente para a prática de desporto ao ar livre (jogging, passeios de bicicleta); momentos de lazer; visitas de estudo; passeios em família; e acolhimento de eventos lúdicos e temáticos.

Durante a intervenção poderão existir momentos de constrangimentos à passagem pelo interior do Parque.

Fonte: SMGCI|CMN

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.