Edição: 265

Diretor: Mário Lopes

Data: 2022/12/4

Nova IMS e AICEP levam Portugal à Smart Cities World Congress

Comunidade Intermunicipal do Oeste estará presente no Smart Cities World Congress em Barcelona

De 15 a 17 de novembro, a Comunidade Intermunicipal do Oeste estará presente no Smart Cities World Congress, em Barcelona. No dia 16 de novembro será a apresentação pública do Projeto Oeste Smart Region, presidida pela ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, e pelo presidente da Comunidade Intermunicipal do Oeste, Pedro Folgado.

O NOVA Cidade – Urban Analytics Lab da NOVA Information Management School (NOVA IMS), da Universidade Nova de Lisboa (UNL), está a organizar a representação de Portugal na Smart Cities Expo World Congress (SCEWC), em Barcelona, nos dias 15, 16 e 17 de novembro. A inauguração do Stand de Portugal na feira será feita pelo secretário de Estado da Internacionalização, Bernardo Ivo Cruz, e o segundo dia do evento, dedicado à apresentação do Projeto Smart Region, contará com a presença da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa.

Esta iniciativa, que conta com o apoio da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e do Consulado Geral de Portugal em Barcelona, irá permitir que Portugal tenha, pela primeira vez, um espaço próprio na Smart Cities Expo World Congress, em Barcelona, no qual municípios e empresas portuguesas poderão mostrar e partilhar boas práticas e casos de sucesso de projetos e soluções de inteligência urbana implementadas no nosso país.

A representação portuguesa no espaço “SMART Portugal” contará com cerca de 50 participantes, entre eles representantes dos Municípios de Braga, Famalicão, Guimarães, Lisboa e Porto, bem como, as Comunidades Intermunicipais do Oeste e Viseu Dão Lafões, assim como das empresas Altice, AV Pro, CEiiA, Focus BC e Wavecom, e a NOVA Information Management School da UNL através do NOVA Cidade-Urban Analytics Lab.

Fora do stand “SMART Portugal”, mas incluído na iniciativa, vários representantes nacionais terão ainda a possibilidade de participar numa mesa-redonda de 45 minutos a ter lugar no espaço “Àgora” do SCEWC, numa ação patrocinada pela AICEP.

Paralelamente, uma comitiva de autarcas junta-se à iniciativa, com destaque para as representações da CM de Santarém e das Comunidades Intermunicipais do Oeste, de Viseu Dão Lafões, do Médio Tejo e da Lezíria do Tejo, num total de mais de 100 representantes, incluindo 17 Presidentes de Câmara, 3 Vice-presidentes de CM e 7 Vereadores.

“Este é o ano de concretização de um sonho que tive com António Almeida Henriques – ter um pavilhão de Portugal na feira mundial das cidades em Barcelona. A ambição, agora cumprida, era mostrar como no nosso país construímos cidades e vilas inteligentes e sustentáveis. Levar municípios e empresas portuguesas a este verdadeiro palco do que melhor se faz à escala global nesta área.” explica Miguel de Castro Neto, Diretor da NOVA IMS da UNL e Coordenador do NOVA Cidade – Urban Analytics Lab.

Miguel de Castro Neto acrescenta que “Portugal é hoje, inevitavelmente, um ‘player’ mundial ao nível da inovação, investimento e atração de talentos tecnológicos. Acresce o facto de, num cenário de empreendedorismo em expansão, continuarmos a apostar fortemente na pesquisa e na inovação, em torno da construção de cidades mais inteligentes e sustentáveis. Neste sentido, o NOVA Cidade decidiu avançar com esta iniciativa na expectativa que a presença de Portugal num evento desta dimensão seja um passo estratégico para o fortalecimento do país neste espaço de oportunidades”.

“A promoção de Portugal no SMART CITIES WORLD CONGRESS vai permitir potenciar o papel do País enquanto ‘hub’ tecnológico e de inovação, em especial ao nível do desenvolvimento das cidades inteligentes. Para além da exposição no Pavilhão de Portugal, esta será uma ótima oportunidade para as empresas portuguesas, e também os municípios, exporem os seus projetos de sucesso. Será um excelente momento de captação de interesse com vista à atração de novo investimento na área das Smart Cities para Portugal”, refere Luís Castro Henriques, Presidente da AICEP.

Localizado numa zona central da feira, com 230 metros quadrados de área, o stand português vai disponibilizar ainda um espaço para cada um dos expositores e uma zona comum na qual os participantes irão, ao longo dos três dias, fazer breves apresentações multimédia e pitchs sobre as suas iniciativas e projetos.

A Smart Cities Expo World Congress é um dos eventos internacionais mais relevantes no sector das cidades inteligentes, reunindo centenas de especialistas, decisores políticos e representantes de empresas e organizações empenhados em melhorar as suas cidades. Originalmente de Barcelona, desde 2013 que o evento tem sido expandido para outras cidades globais, adaptando as edições locais às necessidades e interesses específicos das regiões que acolhem o evento.

Sobre a NOVA IMS

A NOVA Information Management School (NOVA IMS) é a escola de Gestão de Informação e Ciência de Dados da Universidade Nova de Lisboa. Dedica-se à conversão de dados em valor, sob o mote “Data with Purpose”, através de um vasto conjunto de atividades de ensino, investigação e projetos com empresas ou em parceria com outras instituições. A qualidade da sua formação é reconhecida globalmente, através de diferentes acreditações, nacionais e internacionais, e posições de destaque alcançadas em vários domínios, nomeadamente, no ranking Eduniversal (sete dos seus mestrados e pós-graduações reconhecidos entre os melhores do mundo nas respetivas áreas).

A NOVA IMS possui mais de 30 anos de experiência acumulada no tratamento e análise de dados, que agora coloca ao serviço da transformação digital e dos ambientes de “Big Data” em que vivemos, nomeadamente através de um amplo conjunto de laboratórios (NOVA ANALYTICS LABS powered by NOVA IMS).

Conta hoje com mais de 3.000 alunos, provenientes de 81 países diferentes, e elevados níveis de internacionalização em todas as atividades que desenvolve a partir de Lisboa para o mundo.

Sobre a AICEP

A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, E.P.E. é uma entidade pública de natureza empresarial vocacionada para o desenvolvimento de um ambiente de negócios competitivo que contribua para a globalização da economia portuguesa. As suas principais atribuições são promover a internacionalização das empresas portuguesas e apoiar a sua atividade exportadora, captar investimento estruturante e promover a imagem de Portugal com iniciativas criadoras de valor para o país. A AICEP é uma agência de referência que conta com profissionais especializados e Lojas da Exportação, em Portugal, e uma Rede Externa em mais de 50 países.

       Fonte: OesteCIM

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.