Edição: 267

Diretor: Mário Lopes

Data: 2023/2/3

Acusando o PSD de tentativa de aproveitamento político numa área sensível

Câmara da Batalha desmente “declarações infundadas do Coordenador do Centro de Saúde da Batalha”

Centro de Saúde da Batalha

Na última Assembleia Municipal foi aprovada, por unanimidade, uma recomendação apresentada pelo Movimento Independente Batalha é de Todos em que se defende a urgência na criação de condições dignas para os utentes que aguardam ao frio e à chuva no exterior do Centro de Saúde da Batalha antes do início de funcionamento e da abertura de portas deste equipamento. A mesma recomendação apontava para a dificuldade em estabelecer contacto telefónico para os centros de Saúde da Batalha e para os polos de Reguengo do Fetal e São Mamede o que implica deslocações constantes, desnecessárias e dispendiosas por parte dos utentes.

Dias depois de ser conhecida a discussão deste assunto na Assembleia Municipal, a Câmara da Batalha foi surpreendida por um comentário colocado nas redes sociais, da autoria do Coordenador da USF Condestável, em que o mesmo afirma que “foi solicitado à Câmara uma telefonista, um segurança e um quiosque eletrónico (como está no hospital) e foi negado pelo município”.

Assim que foi possível, efetuou-se contato com o referido responsável que reconheceu nunca ter falado com o atual presidente da Câmara sobre aquelas pretensões.

A acompanhar aquela “acusação” dirigida ao Município, o PSD da Batalha, sem questionar a Autarquia sobre a alegada veracidade do comentário e do seu conteúdo, adota uma posição populista e de total aproveitamento político, acusando a Câmara e os seus eleitos de não investir na Saúde e de não satisfazer o que, pretensamente, havido sido solicitado.

Perante o que considera graves acusações e da constatação de que até no domínio da Saúde – uma das áreas mais relevantes para a população – o Executivo da Câmara Municipal da Batalha constata que “o PSD utiliza este assunto para confundir os munícipes na tentativa torpe e sem pudor de enganar os batalhenses.”

A Câmara da Batalha lamenta ter de tomar esta posição, mas entende que “a Saúde, em especial para quem tem responsabilidade nesta área, não pode ser utilizada para gincana política.”

Raul Castro, presidente da Câmara da Batalha esclarece ainda que “o que verdadeiramente é importante para os batalhenses é a qualidade dos serviços prestados à população”. Neste domínio, o autarca reforça que o Município “está, como sempre esteve, disponível para em conjunto com a coordenação da Unidade de Saúde Familiar Condestável, encontrar as melhores soluções para mitigar a falta de profissionais e as lacunas que se registam”.

Ao contrário do que é veiculado pelo coordenador da USF Condestável, a Câmara da Batalha esteve sempre disponível para reunir tendo existido várias reuniões ao longo do ano sem que nenhuma destas situações tivesse sido abordada.

A Câmara da Batalha congratula-se pelo facto de se perspetivar que em 2023 o atendimento telefónico deixe de ser um problema, mantendo total disponibilidade, como até agora tem acontecido, para em conjunto responder às necessidades associadas aos cuidados de saúde primários da população concelhia.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.