Edição: 267

Diretor: Mário Lopes

Data: 2023/2/3

Escola já tem melhores condições para as crianças

Câmara de Santarém inaugura requalificação do espaço de jogo e recreio e beneficiação da EB1/JI de Vale de Figueira

Autarcas com crianças da escola junto a um dos novos equipamentos infantis

As obras de requalificação do espaço de jogo e recreio e de beneficiação da EB1/JI de Vale de Figueira foram inauguradas dia 20 de dezembro por Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara Municipal de Santarém (CMS), João Teixeira Leite, vice-presidente da CMS, Nuno Russo, vereador da CMS, Ricardo Costa, presidente da União de Freguesias de São Vicente do Paúl e de Vale de Figueira e Maria Adélia Esteves, diretora do Agrupamento de Escolas Sá da Bandeira.

Ricardo Gonçalves destacou que “estes investimentos são essenciais para a segurança e conforto das nossas crianças. Elas são o nosso futuro e temos que nos focar no seu bem-estar, contribuindo para a sua felicidade com a requalificação destes espaços que promovem o desenvolvimento das suas capacidades motoras e sociais”.

A intervenção visou a melhoria das condições do recreio, do qual foram retirados quatro equipamentos infantis que já não reuniam condições de segurança para as crianças.

Na seleção dos novos equipamentos teve-se em conta o tipo de atividade proporcionado pelos equipamentos antes existentes e as apetências/gostos das crianças, de modo a facultar uma oferta lúdica que proporcionasse estímulo cognitivo, social e psicomotor diversificado e de forma inclusiva. Estes equipamentos permitem o uso por várias crianças em simultâneo, de diferentes idades e capacidades físicas.

Como reforço da segurança e conforto do recreio foi também instalada uma rede sobre o pequeno murete que separa o campo de jogos da área de equipamentos infantis.

A escola também contou com obras de reabilitação, nomeadamente a substituição das janelas que permitiu um melhoramento da qualidade de vida dos alunos, professores e auxiliares que frequentam a escola.

Ricardo Costa agradeceu à Câmara Municipal, “sem a qual não era possível a realização destas obras” e referiu que “tendo em conta a progressiva e gradual degradação que as janelas têm sofrido ao longo do tempo, a sua substituição veio trazer mais conforto às nossas crianças, contribuindo para melhorar o seu processo de aprendizagem”.

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.