Edição: 267

Diretor: Mário Lopes

Data: 2023/2/3

Árvores substituídas são acácias e ailantos

80 freixos e salgueiros e 500 arbustos substituem 25 espécies invasoras no parque da encosta do Castelo de Leiria

Acesso ao Castelo de Leiria

O parque da encosta do Castelo vai receber 80 freixos e salgueiros e 500 arbustos que irão substituir as 25 árvores que existem atualmente no parque da encosta do Castelo, sendo a grande maioria considerada espécie invasora, como é o caso das acácias e dos ailantos.

Durante os trabalhos de arqueologia no âmbito da obra de requalificação paisagística daquele espaço, foi detetada uma grande proliferação das espécies ali existentes, que danificam as ruínas e as construções arqueológicas da zona, para além de prejudicarem também a flora autóctone, e será por isso necessário retirar este arvoredo de rápida propagação.

A plantação, que terá início esta semana, inclui espécies igualmente autóctones, em concreto 50 exemplares de freixos, 30 salgueiros, 100 aroeiras, 100 marmeleiros, 100 abrunheiros-bravos e 200 pilriteiros.

Esta medida tem como objetivo a proteção do ambiente natural junto ao Castelo, uma área considerada de elevada preponderância dada a sua localização em cenário citadino e o seu valor patrimonial e histórico.

De recordar que a empreitada no parque da encosta do Castelo teve início em setembro de 2022 e que, com um prazo previsto de 300 dias e um investimento de 1,3 milhões de euros, prevê a criação de pequenos percursos e de zonas de estadia e de circulação, bem como a adequação da área natural a estadia, passeio e atividade física e contribuir para uma maior consciencialização ambiental, através da instalação de pontos de informação por sinalética ou monitores.

Fonte: DCRP|CML

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.