Edição: 267

Diretor: Mário Lopes

Data: 2023/2/3

De Francesco Zuccarelli e Jean Baptiste Pillement

Museu da Batalha expõe pinturas do século XVIII da coleção “novobanco”

Museu da Comunidade Concelhia da Batalha

A cerimónia de assinatura do contrato de depósito das obras de pintura realiza-se esta sexta-feira, 27 de janeiro, às 12h30, no Museu da Comunidade Concelhia da Batalha (MCCB), contando com as presenças do presidente da Câmara da Batalha, Raul Castro, da Administração do “novobanco”, Luís Ribeiro, e da secretária da Estado da Cultura, Isabel Cordeiro.

As três obras que serão integradas no circuito expositivo do MCCB, duas da autoria de Francesco Zuccarelli (1702-1788) e uma de Jean Baptiste Pillement (1728-1808) aludem a paisagens bucólicas, de grande qualidade estética, evidenciando a mestria dos seus autores bem patentes em elementos como a fauna e a flora.

O empréstimo destas obras pelo “novobanco” ao MCCB enquadram-se no projeto “novobanco cultura”, criado em 2018, tendo já sido integradas 97 obras nos circuitos expositivos de 38 museus de todo o país.

Este projeto de incorporação de uma coleção corporativa em museus, com particular atenção para a descentralização, é uma iniciativa pioneira que tem tido o melhor acolhimento por parte de todos os museus parceiros. No distrito de Leiria, incluído a Batalha, são já 4 os concelhos que beneficiaram deste projeto, designadamente, Caldas da Rainha (duas obras de José Malhoa), Óbidos (uma Josefa de Óbidos) e na cidade de Leiria (o flamengo David Teniers, o jovem), num total de sete pinturas muito relevantes.

Ao longo destes cinco anos do projeto “novobanco cultura” criou-se uma relação de proximidade com os museus, procurando sempre que as obras se enquadrem na narrativa dos percursos expositivos ou venham ao encontro das necessidades de cada museu no que respeita ao enriquecimento dos seus acervos.

Raul Castro, presidente da Câmara da Batalha, destaca “a qualidade das obras cedidas ao MCCB que tornarão a visita ao museu da Batalha ainda mais especial”.

O autarca enfatiza o papel cultural bastante relevante que o projeto “novobanco cultura” tem concretizado, “numa lógica de partilha da coleção de pintura desta instituição financeira com a sociedade portuguesa”.

    Fonte: MB

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.