Edição: 271

Diretor: Mário Lopes

Data: 2023/6/1

Apresentação pública dos resultados do PICIE decorreu no Museu de Leiria

Alunos da Região de Leiria ultrapassam metas propostas, nos resultados escolares 2021/2022

No âmbito do Plano Inovador de Combate ao Insucesso Escolar (PICIE) decorreu no dia 26 de janeiro, na Sala do capítulo do Museu de Leiria, a apresentação pública dos resultados das intervenções das Equipas Multidisciplinares, no ano letivo de 2021/2022.

Uma equipa de Investigadores da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação, da Universidade de Coimbra elaborou o relatório técnico de avaliação dos resultados da atividade LEIRIA TEAM “Sim, (juntos) somos mais capazes! – Equipas Multidisciplinares.

Na Educação pré-escolar, destaque para a diminuição do número total de crianças com dificuldades em 2, 3 ou mais de 3 áreas de conteúdo em que o percentual variou entre 3% e 12%. Entre as áreas de conteúdo onde as crianças do Pré-Escolar apresentaram mais dificuldades no 3º Período, salienta-se a área de Expressão e Comunicação do Domínio da Linguagem Oral e Abordagem à Escrita.

Já no 1º Ciclo do Ensino Básico houve uma redução de 17,48% no número de alunos com menções de insuficiente (as percentagens de alunos com pelo menos uma menção de insuficiente no 1º e 3º Período foram, respetivamente, 23,49% e 21,97%. Atendendo aos objetivos iniciais do projeto, a redução (média) no biénio fixou-se em 13,43%.

No 1º CEB o rendimento escolar, por área curricular, dos participantes no projeto PIICIE revela que as diferenças percentuais oscilaram (do 1º para o 3º Período), entre 0% (Expressões Artísticas) e -200% (Inglês).

Nas áreas curriculares de Matemática e de Português, geralmente consideradas áreas nucleares do currículo, as diferenças percentuais foram igualmente expressivas, -107% e -111%, respetivamente.

“Embora não seja possível concluir-se definitivamente (i.e., “além de uma dúvida razoável”) com base nos dados disponíveis de que há uma relação de causalidade entre o apoio técnico oferecido pelas equipas técnicas multidisciplinares, por um lado, e as melhorias observadas no rendimento escolar dos participantes no projeto, por outro, é, no entanto, possível constatar que as diferenças observadas, em geral, vão na direção que esperaríamos encontrar, admitindo que o projeto é eficaz no combate ao insucesso escolar” (In Relatório Técnico PIICIE II – Consultoria Científica da FPCE da UC).

Relativamente à retenção efetiva, das 93 crianças em risco de retenção no 1º período, apenas 31 ficaram efetivamente retidas, o que representa uma variação (percentual) negativa (decréscimo) de -66%, resultado que ultrapassa a meta estabelecida em sede de candidatura pela CIMRL (redução de 25% da taxa de retenção e desistência nos anos curriculares abrangidos).

No evento foram também apresentados alguns dados, partilhados por Teodolinda Cruz, Coordenadora da Estrutura de Missão da Promoção do Sucesso Escolar, sobre o trabalho em curso nos Agrupamentos de Escolas e Escolas não agrupadas da CIM da Região de Leiria, no que concerne aos “Planos de desenvolvimento pessoal, social e comunitário”, onde se destacam oito áreas de ação estratégica das escolas essenciais para a recuperação das aprendizagens.

Estas áreas são o estímulo à inteligência socio emocional e desenvolvimento pessoal, Envolvimento familiar e, embora com uma percentagem menor, é de salientar a importância de medidas de Envolvimento comunitário e de Literacia emergente, literacia da leitura, da escrita e comunicação e de Multiculturalidade e cidadania. As medidas menos frequentes são Tutoria e Mentoria, Literacia digital e Artes, expressões e cultura.

No encerramento do evento, Jorge Brandão, vogal executivo da Comissão Diretiva do Centro 2020, referiu estar assegurada a continuidade de financiamento para projetos de combate ao insucesso escolar, tendo destacado o PICIE da CIMRL como uma boa prática que importa partilhar com as restantes CIM da Região Centro.

Enquadramento

O PICIE, implementado desde 2017 pela Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria, em parceria com os 10 municípios associados, define-se como um programa integrado de intervenção comunitária, orientado para prevenir o insucesso escolar e promover a qualidade das aprendizagens das crianças a frequentarem o ensino pré-escolar e o 1º CEB e tem como objetivo a definição de um modelo de monitorização da intervenção, assente em indicadores quantitativos e qualitativos, que evidenciem o alcance das metas de implementação e os resultados previstos permitindo, deste modo, a criação de um projeto científico assente em pressupostos sólidos de investigação e úteis para toda a comunidade educativa envolvida.

Este projeto mobiliza um total de 11.813 crianças e alunos do PE e do 1º CEB, tendo sido diagnosticadas e apoiadas 1.532 crianças/alunos(as), ao longo do ano letivo 2021/2022.

Para além das intervenções diretas e indiretas das Equipas Multidisciplinares, o PICIE conta ainda com um leque mais vasto de atividades, nas áreas da educação para a saúde e bem-estar, educação para o património e multiculturalidade, educação para a cidadania, educação digital, inclusão social, igualdade de género, ciências, ambiente, artes, entre outras.

A rede de Equipas Multidisciplinares da Região de Leiria é constituída por 37 técnicos(as) nas áreas da Psicologia, Terapia da Fala, Mediação, Nutrição, Psicomotricidade, Educação e Sociologia, que trabalham de forma integrada e articulada, quer entre si, quer com outras equipas já constituídas em 172 escolas públicas de 20 agrupamentos de escolas (AE Marrazes – Leiria é TEIP), que fazem parte da Região de Leiria.

O “Plano Inovador de Combate ao Insucesso Escolar da Região de Leiria” resulta de uma candidatura da CIMRL ao Programa Operacional Centro 2020, e tem o apoio do Fundo Social Europeu.

     Fonte: CIMRL

Comentários:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.