Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/29

Investimento de 364 mil euros

Obras na Cirurgia B e Medicina B da Unidade de Torres Vedras do Centro Hospitalar do Oeste já estão concluídas

Sala de doentes

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste informou, no dia 31 de janeiro, que estão concluídas as obras de beneficiação dos serviços de internamento – Cirurgia B e Medicina B da Unidade de Torres Vedras, que decorreram com o objetivo de melhorar a qualidade do acolhimento, do conforto e do atendimento aos doentes, assim como melhorar as condições de trabalho dos profissionais que ali desempenham funções.

De referir que a duração total da empreitada rondou os 120 dias, distribuídos pelos dois serviços.

Estas obras de melhoramento consistiram na intervenção das instalações sanitárias, quer de utentes quer de profissionais, com substituição de portas, colocação de piso novo e pintura dos tetos. Por sua vez, nas enfermarias foram colocadas calhas hospitalares, piso em vinílico, e pinturas em tetos e paredes. Nos corredores e zonas de serviço também foram realizadas pinturas em tetos e paredes. Decorreu ainda a substituição de infraestruturas nomeadamente, redes de águas, gases medicinais, chamada de enfermeiro, eletricidade e rede estruturada. Foram colocados armários novos nas copas, e nas salas de trabalho.

Quarto de Medicina Interna B

Globalmente esta empreitada representou um investimento de 363.682,29 € (acresce IVA), encontrando-se incluída numa candidatura mais vasta do programa CENTRO 2020 (FEDER), com cofinanciamento de 85% do montante global elegível.

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste agradece aos utentes e aos profissionais toda a compreensão demonstrada durante esta fase de obras. De notar que, apesar de alguns constrangimentos provocados pelas obras, os Serviços continuaram sempre a funcionar e a prestar os cuidados necessários à população.

O Centro Hospitalar do Oeste E.P.E. integra os hospitais de Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira,  Milharado, Santo Estêvão das Galés e Venda do Pinheiro), abrangendo 298.390 habitantes.

Fonte: GC|CHO

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.