Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/29

Divulgação

O papel das Sex Shops na saúde sexual e bem-estar

Foto: Gabor Papp / Unsplash

Independentemente do facto de ser ou não um assunto tabu ou das sociedades estarem mais ou menos preparadas para abordar o tema, a verdade é que a sexualidade é uma realidade central e fundamental na vida de todas as pessoas. Não só pelo facto de o sexo ser o ato gerador da própria vida, mas também porque uma vida sexual ativa e saudável é, certamente, um dos ingredientes para um estilo de vida saudável.

A sexualidade é parte integral da identidade e bem-estar de um indivíduo

A OMS, (Organização Mundial de Saúde), em 2006, veio justamente ao encontro desta ideia quando sugeriu um novo conceito de sexualidade, integrando-a no grupo dos aspetos fundamentais na vida de cada indivíduo, relembrando que ela faz parte do processo de afirmação e de identidade pessoal de cada um e assegurando que uma vida sexual ativa e saudável contribui diretamente, quer para o bem-estar físico, quer psicológico.

Sex Shops promovem a criatividade e exploração sexual

Para que não caia na monotonia ou mesmo para mantermos viva a procura por novas formas de obtenção de prazer há que, por um lado, ter algum sentido criativo, mas também procurar conhecer as ofertas que disponíveis no mercado e que nos poderão ajudar a descobrir novas realidades e novas práticas no que diz respeito à sexualidade, seja ela praticada individualmente, através da masturbação, seja praticada com um(a) parceiro(a). São inúmeros as sex shops em Portugal que oferecem todo o tipo de objetos, acessórios e adereços sexuais, para todos os gostos e onde podemos facilmente encontrar o nosso brinquedo «sexual de estimação».

Para os mais esclarecidos e para quem estes assuntos são encarados com normalidade, existem lojas físicas onde a pessoa pode ver o artigo de perto, comparar texturas, tamanhos e formas e esclarecer dúvidas. É também um bom sítio para visitar com o parceiro(a), quando o casal decide inovar ou acrescentar algo de novo às suas relações sexuais. Para a pessoas mais tímidas e reservadas, que não se sintam confortáveis para entrar numa loja física desta natureza, existe também a  sex shop online onde, apesar de não poder ver o artigo fisicamente, os curiosos têm ao ser dispor vastos catálogos com todos os tipos de categorias de artigos.

Brinquedos sexuais podem ajudar-nos a conhecer o nosso próprio corpo

Estes artigos são sempre apresentados com uma fotografia, uma descrição das características do artigo e, muitas vezes, com um comentário mais técnico para que consigamos perceber se estamos perante o artigo mais indicado e mais capaz de nos satisfazer.

É verdade que um brinquedo sexual não é indispensável para ter uma vida sexual ativa, saudável e de qualidade. É perfeitamente possível estarmos cem por cento realizados e satisfeitos sexualmente, quer no âmbito da masturbação, quer quando nos relacionamos com outra(s) pessoa(s). Mas é também verdade que a busca por novas formas de obter prazer, por novos objetos ou adereços com novas formas e tamanhos, resultarão necessariamente num maior conhecimento do próprio corpo. E é neste ponto que a existência de Sex Shops tem um papel fundamental, como seja, a viabilização e a materialização desta procura, para além de acabar por ser também um veículo de transmissão de informação e conhecimento nesta matéria.

Esta forma de autoconhecimento é essencial para uma vida sexual plena, consciente e prazerosa. Infelizmente, ainda existem muitas pessoas que não têm um conhecimento adequado do seu corpo e, por isso, desconhecem que, por exemplo, a estimulação de determinadas zonas poderá levá-las à obtenção de momentos de prazer intenso, que até então desconheciam que fosse possível atingir.

A vida sexual é mais gratificante quando se conhecem os corpos envolvidos

Ainda existem, em Portugal, demasiados relatos de mulheres que raramente sentem um orgasmo.

É óbvio que os parceiros sexuais com quem estas mulheres se envolvem não estão isentos da responsabilidade de procurar informação ou de ter um desempenho sexual que procurar dar prazer da mesma forma que o procura obter. No entanto, se a mulher tiver plena consciência do seu corpo, de que tem um clitóris onde estão concentrados muitos terminais nervosos e que a correta estimulação dessa região lhe facilitará a obtenção de prazer, esse conhecimento irá ajudá-la a ter uma vida sexual mais estimulante e realizada, tanto individualmente, quer nas relações com parceiros.

Os homens também têm direito a explorar novas zonas erógenas

No que diz respeito ao universo masculino e principalmente no grupo dos homens heterossexuais, uma procura em conhecer melhor o seu corpo e a descoberta de novas zonas onde obter prazer, pode ajudá-los a perceber que o prazer do homem não resulta exclusivamente da estimulação do pénis. Que também a região anal e do perineal são zonas de grande concentração de terminais nervosos e que a sua estimulação pode conduzir a momentos bastante prazerosos.

Naturalmente, estas descobertas levam o seu tempo a concretizar já que os tabus relacionados com a sexualidade são dos mais difíceis de resolver numa sociedade.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.