Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/24

Crimes de corrupção passiva e recebimento indevido de vantagem

Arquiteta e fiscal do Município de Torres Novas indiciados por crimes em processos urbanísticos

Paços do Concelho de Torres Novas

No dia 14 de março, ocorreu na Divisão de Urbanismo do Município de Torres Novas uma operação de investigação da Polícia Judiciária, mandatada pelo Departamento de Investigação e Ação Penal da 2.ª Secção de Tomar.

Da referida ação, resultou a detenção de dois trabalhadores, uma arquiteta e um fiscal de obras – indiciados pelos crimes de corrupção passiva e recebimento indevido de vantagem, relacionados com processos urbanísticos.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Torres Novas, Pedro Ferreira, durante a operação, o Município colaborou de forma permanente na disponibilização de todos os dados solicitados pela Polícia Judiciária.

O Município de Torres Novas assegura pautar-se pelos valores da transparência, da equidade e da procura da prestação do melhor serviço público possível aos seus munícipes, não se revendo, de forma alguma, nos comportamentos e nas ações alegadamente praticados pelos visados.

Nesta ocasião, o Município reitera o seu compromisso com a exigência e rigor colocados no trabalho diário efetuado nesta instituição, realçando que o Plano de Prevenção de Riscos de Gestão incluindo os de Corrupção e Infrações Conexas existente é aferido com frequência, pelo que as irregularidades eventualmente detetadas foram já merecedoras de reflexão política e técnica, de forma a evitar situações similares.

    Fonte: DTICMA|CMTN 

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.