Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/30

Andreia Mingroni Besteiro é mestre em Gestão Cultural pela ESAD.CR desde 2022

Diplomada do Politécnico de Leiria nomeada diretora artística do Theatro Municipal de São Paulo

Andreia Mingroni Besteiro

A diplomada da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR) do Politécnico de Leiria Andreia Mingroni Besteiro é a nova diretora artística da Fundação Theatro Municipal de São Paulo (FTMSP).

Enquanto diretora artística, Andreia Mingroni Besteiro atua na gestão das atividades artísticas dos corpos artísticos da Fundação, a Orquestra Sinfônica Municipal, o Coro Lírico Municipal, o Coral Paulistano, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo e o Balé da Cidade de São Paulo, o Ensemble e a Orquestra Experimental de Repertório, que detém um caráter artístico-formativo.

Atua também na área da formação, composta pela Escola de Dança de São Paulo com o Balé Jovem de São Paulo, a Escola de Música de São Paulo com a Orquestra Sinfónica Jovem Municipal, a Orquestra Sinfónica Infanto Juvenil, a Banda Sinfónica, o Coro Jovem, o Coro Infanto Juvenil e o Ópera Studio.

A nova diretora artística do Theatro Municipal de São Paulo preside ainda o Conselho de Orientação Artística, um órgão colegial de natureza consultiva, ao qual compete propor as linhas gerais da política cultural da Fundação, assim como as diretrizes e metas para a definição de planos de ação, programação e plano de atividades.

Andreia Mingroni Besteiro tem nacionalidade portuguesa e brasileira. Mudou-se para Portugal em 2019 para realizar o mestrado em Gestão Cultural na ESAD.CR do Politécnico de Leiria, que completou em 2022. Escolheu como tema de investigação as redes culturais e uma reflexão sobre os pontos em que as estruturas rizomáticas podem potenciar a gestão cultural.

Ao trabalhar com gestão e produção cultural no Brasil e em Portugal, percorreu um caminho com o objetivo de alargar as suas ligações e sensibilidade para lidar com o outro e com o território no qual está inserida. Desenvolveu projetos culturais com o objetivo de estimular os pontos em comum entre as entidades culturais, comunidades, poder público e empresas, potenciando as sinergias do encontro que há entre estes atores. O seu papel tem sido o de articular e acompanhar, como mediadora, projetos e atividades culturais e artísticas desenvolvidas e uma conexão ativa entre realidades que se relacionam e detêm pontos em comum.

A Fundação Theatro Municipal de São Paulo foi criada em 2011, com o objetivo de tornar-se uma referência em gestão de equipamentos públicos culturais de grande porte. Fundamentada na formação, criação, produção, difusão, fruição e fomento das artes e da cultura, promove diálogos e é catalisadora na criação de sinergias entre linguagens artísticas, espaços e, principalmente, pessoas.

.    Fonte: Midlandcom

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.