Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/22

Tribunal de Leiria aplica também fica pulseira eletrónica ao arguido

Homem detido pela GNR por violência doméstica fica proibido de se deslocar ao concelho de Caldas da Rainha

Material apreendido pela GNR

O Comando Territorial de Leiria da GNR, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), no dia 21 de março, deteve um homem de 64 anos por violência doméstica, no concelho de Lisboa.

No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o agressor infligiu, de forma reiterada, violência psicológica sobre a vítima, de 61 anos, com quem manteve uma relação de namoro durante um ano.

No decurso de diligências policiais, foi dado cumprimento a um mandado de busca e detenção, tendo sido apreendidas três armas de caça e diversos cartuchos.

O detido foi presente no Tribunal Judicial de Leiria, onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de proibição e contactos por qualquer meio; proibição de se deslocar ao concelho de Caldas da Rainha e a proibição de frequentar a área de residência da vítima num raio de 1 km, fiscalizadas por meios técnicos de controlo à distancia – pulseira eletrónica.

A violência doméstica é crime público e denunciar é uma responsabilidade coletiva. Se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe:

  • No Portal Queixa Eletrónica, em queixaselectronicas.mai.gov.pt;
  • Via telefónica, através do número de telefone: 112;

     Fonte: CTL|GNR

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.