Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/18

Considerando a escassez de médicos de família e o adiamento da decisão sobre o novo Hospital do Oeste

PSD da Área Oeste condena falta de resposta do Ministério da Saúde na região

Hospital de Torres Vedras

No dia 25 de março, decorreu a Assembleia Distrital Área Oeste do PSD, na sede Concelhia do PSD Cadaval para votação do orçamento para 2023, discussão e aprovação de relatório e contas para 2022 e análise da situação política.

Após aprovação dos dois primeiros pontos e na sequência da análise da situação política regional e nacional, a Assembleia Distrital entendeu repudiar a atuação do governo considerando que “mantém a população, de forma generalizada, sem acesso a médico de família e não apresenta qualquer solução para esta situação dramática e exigir que o Governo tome, no tempo prometido e sem mais adiamentos, as decisões relativas à construção do novo Hospital no Oeste, recordando que o ministro da Saúde comprometeu-se a apresentar uma decisão até final do primeiro trimestre deste ano 2023.

O PSD Oeste condena ainda a atitude do Ministério da Saúde pelo encerramento da urgência pediátrica de Torres Vedras, considerando que “demonstra também a fraqueza dos autarcas socialistas da região por não conseguirem travar o seu fecho, em contraponto com o que aconteceu no tempo em que o Governo era do PSD e o país vivia com fortes constrangimentos económicos e financeiros, em que este serviço se manteve sempre em funcionamento, apesar de ter existido a intenção do seu encerramento.”

Considerou-se ainda que a atuação do Governo PS, agarrado a preconceitos ideológicos, tem prejudicado fortemente a saúde da população da região, nomeadamente com o fim da parceria público-privada no Hospital Beatriz Ângelo, sendo evidente a degradação dos cuidados de saúde nesta unidade hospitalar, que antes respondia regularmente às necessidades das pessoas.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.