Edição: 284

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/7/20

Base Aérea de Monte Real integra estudo de localização do futuro aeroporto

Base Aérea de Monte Real integra estudo de localização do futuro aeroporto de Lisboa

Base Aérea de Monte Real

O Município de Leiria manifestou este sábado, dia 9 de abril, a a sua grande satisfação pela inclusão da Base Aérea de Monte Real no estudo para a localização do novo aeroporto de Lisboa, que está a ser realizado pela Comissão Técnica Independente (CTI).

Esta decisão da inclusão da Base Aérea de Monte Real neste estudo, noticiada este sábado, dia 9 de abril, pelo jornal Público, resulta das diligências efetuadas pelo presidente da Câmara Municipal de Leiria junto da CTI, conforme tinha sido tornado público em comunicado emitido dia 04 de fevereiro de 2023 pelo Município de Leiria.

Conforme referiu na altura, a posição do Município assumida junto da Comissão vinha reforçar uma missiva, no mesmo sentido, enviada ao primeiro-ministro António Costa, dia 7 de outubro de 2022, na sequência da apresentação do Projeto de Alta Velocidade Ferroviária, que contempla uma Estação em Leiria.

No documento enviado à CTI destaca-se que, tendo em conta que Leiria, ao ser contemplada com uma paragem da Alta Velocidade, fica a apenas a 40 minutos de Lisboa (e 50 do Porto), a Base de Monte Real passa a reunir condições para ser encarada numa dupla perspetiva: Por um lado, como opção de localização do futuro aeroporto, ou, por outro, como base de dimensão regional, especialmente vocacionada para assegurar serviço aeroportuário à Região Centro, atualmente a única região do País sem aeroporto, registando uma crescente procura internacional.

“Acreditamos que, perante este novo contexto, Leiria poderá dar um contributo para a resolução do estrangulamento que Portugal regista neste momento no que diz respeito à capacidade aeroportuária, configurando Monte Real uma alternativa de implementação em prazo mais curto que as alternativas até agora conhecidas”, refere o documento.

Refira-se que o presidente da Câmara Municipal de Leiria, Gonçalo Lopes, tem vindo, de forma insistente, a defender a abertura da Base Aérea de Monte Real ao tráfego civil, uma pretensão antiga de amplo consenso nesta região.

Gonçalo Lopes tem igualmente vindo a defender que o futuro aeroporto deve localizar-se a norte do rio Tejo, sendo que uma escolha a sul do Tejo deixaria uma imensa região [entre os rios Tejo e Douro] desprovida de um aeroporto que alimente a mais que justa ambição de crescimento, desenvolvimento e abertura ao mundo da população aqui residente.

Refira-se que a Sul do Tejo, encontram-se 1.980.199 residentes, correspondentes a 19% da população nacional, enquanto a norte residem 7.877.394 pessoas, o que corresponde a 76% da população.

“Esta notícia vem dar-nos ainda mais alento para continuarmos a lutar para que Monte Real possa vir a ter aviação civil, um investimento que, consideramos, vai ter um efeito multiplicador e contribuir de forma decisiva para o desenvolvimento da Região Centro”, considera o presidente da Câmara Municipal de Leiria.

     Fonte: DCRP|CML

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.