Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/24

A descarborização e a promoção da saúde pública são alguns dos objetivos desta rede ibérica

Nazaré integra Rede de Cidades e Vilas que caminham

Paula Teles e Walter Chicharro celebraram o acordo

O Instituto de Cidades e Vilas com Mobilidade (ICVM) atribuiu à Câmara Municipal da Nazaré a Bandeira Rede de Cidades e Vilas que Caminham, um acordo de escala internacional com a Red Ciudades que Caminan, que reúne mais de 80 municípios em Espanha.

A Rede, criada com o objetivo de estabelecer uma plataforma de partilha de experiências e de soluções que constituem exemplos de boas práticas urbanas em mobilidade sustentável, suave e ativo, já conta com 40 municípios portugueses.

Com a adesão ao projeto, o Município da Nazaré subscreve mais uma etapa na política de criar uma vila qualificada e inclusiva, onde o andar a pé se pretende tornar como o mais importante modo de deslocação.

“O objetivo é promover os territórios para a caminhabilidade, incentivar as pessoas a andar mais a pé e promover a descarborização”, diz Paula Teles, presidente do ICVM, que reforça a necessidade de “andarmos menos de carro, por questões ambientais”, até porque mais de 60% das deslocações por carro têm menos de 3 kms, ao mesmo tempo que promove a humanização do território.

A melhoria das condições de segurança e de conforto, a melhoria da saúde pública dos seus habitantes; da economia de proximidade beneficiando o comércio local; das sociabilidades na qualificação do espaço público; do regresso ao caminho das escolas; das acessibilidades para todos os cidadãos; amigabilidade da cidade e dos lugares urbanos e contributo para a mitigação das alterações climáticas são outros objetivos deste movimento, que inclui cidades como Barcelona ou Madrid (Espanha).

“O exercício do caminhar pode beneficiar, por um lado, as questões ambientais, e, por outro, promover a saúde pública”, melhorando a saúde individual, através de atividade física. Com esta adesão à rede, o Município da Nazaré irá trabalhar em rede, com um conjunto vasto de Municípios, encontrando soluções para promover esta atitude nos territórios.”

O trabalho com experiências de sucesso irá, segundo o Instituto, melhorar o espaço público, melhorando as suas competências e conhecimentos.

Para o presidente da Câmara da Nazaré, Walter Chicharro, “esta iniciativa representa um marco importante para o nosso município”, que destacou as ações que têm vindo a ser desenvolvidas para a “adaptação do espaço público para dar prioridade ao peão, bem como a implementação do plano de mobilidade da Nazaré”.

“A Nazaré tem trabalhado arduamente na adaptação do espaço público para dar prioridade ao peão. Calçadas mais largas, passeios bem sinalizados, zonas de pedestres e a requalificação de espaços urbanos têm sido algumas das medidas implementadas para tornar as ruas da Nazaré mais seguras, atrativas e acessíveis para os peões. Estas ações têm como objetivo estimular a mobilidade a pedonal, promovendo hábitos mais saudáveis, a convivência social, o comércio local e a sustentabilidade ambiental.”

A Nazaré foi dos primeiros municípios, em Portugal, a ter um Plano de Mobilidade Urbana Sustentável, um instrumento técnico de suporte à tomada de decisões políticas e que tem, entre as suas finalidades, promover o modo pedonal, potenciar o uso da bicicleta nas deslocações pendulares e o uso do transporte público ecológico, diminuição das vantagens do uso automóvel e sua racionalização; promover um sistema de estacionamento que contribua para a inversão da atual tendência de repartição modal e fomentar a mudança de comportamentos, através da informação, comunicação e educação.

“Neste plano, que prevê tornar a Nazaré numa apelativa sala de receber, estão contempladas várias intervenções de qualificação do território, nomeadamente ao nível de estacionamento, com a criação de bolsas e a substituição progressivamente de estacionamento na via publica por parques de estacionamento, instalação de postos de carregamento para veículos elétricos, e a criação de um Ascensor que ligará o novo interface rodoviário da Nazaré à Pederneira.”

    Fonte: SM|GCI|CMN

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.