Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/30

Redução da dívida desde 2010 é de 82%

Câmara de Leiria aprova contas de 2022 com redução de 20% da dívida municipal

Sede da Câmara Municipal de Leiria

A Câmara Municipal de Leiria aprovou esta terça-feira, dia 18 de abril, em reunião de Câmara os documentos de prestação de contas relativas a 2022, com os votos favoráveis dos vereadores do PS e contra dos independentes e do PSD, um exercício que fica marcado uma redução da dívida de 20% e uma melhoria da taxa de execução da despesa de 7% face ao ano anterior.

Com um saldo global de €39.971.165,23 e uma poupança corrente de €29.181.114,17, o documento evidencia a preocupação com uma gestão rigorosa dos recursos financeiros que tem sido seguida nos últimos anos, de que são exemplo a redução da dívida em 82% desde 2010, tendo-se registado, em 2022, uma redução da dívida em 20%, ou seja, menos 3.501.263,31€, mantendo-se o prazo médio de pagamento a fornecedores entre os mais reduzidos do país, sendo de apenas seis dias.

O exercício regista um saldo líquido de €2.809.369,51, com um aumento de 14% na despesa corrente, devido à retoma de atividades pós-pandemia (refeições escolares, eventos, custos com energia, entre outros), sendo compensado por um aumento de 18% na receita corrente.

Destaca-se ainda um aumento da taxa de execução da despesa de capital (investimento) de 9% face a 2021, tal como a continuação de uma forte aposta nas freguesias, com transferências de 8,26 M€ (mais 12%) e no associativismo, com 7,7 M€ para instituições sem fins lucrativos (mais 10%).

Na retrospetiva do ano, constata-se um conjunto de investimentos com grande importância para o concelho, de que são exemplos a requalificação do Mercado Municipal, as intervenções na Praça Santuário dos Milagres, Praça das Hortênsias, Pavilhão do Lis, Parque Verde, Rua D. José Alves Correia da Silva, Largo de S. Pedro, além dos investimentos que continuam em curso na construção e requalificação de escolas e centros de saúde (Amor, Bidoeira, Parceiros, Azoia e Barosa), Centro de Artes Villa Portela, Rua Mouzinho de Albuquerque, intervenções nas estradas do concelho,  investimentos em áreas decisivas para o futuro da região e para a elevação do nível de qualidade de vida da população.

Conforme realça o presidente de Câmara, Gonçalo Lopes, na nota que acompanha do documento de prestação de contas, o ano de 2022 está inscrito num dos ciclos de gestão municipal de maior exigência da história recente de Portugal, marcado, primeiro pela pandemia, e depois pela invasão da Ucrânia pela Federação Russa, situação que veio agravar uma escalada de preços de matérias-primas que persiste, agravada pela crise energética, com um fenómeno associado de aumento da inflação, com um impacto extraordinário na despesa corrente e na capacidade de investimento.

“Apesar deste cenário, 2022 não deixa de ser um ano de que fazemos um balanço muito positivo, na medida em que conseguimos dar resposta aos desafios referidos e em que concretizámos um importante conjunto de projetos de enorme importância para a afirmação, atratividade e elevação do nível de qualidade de vida no nosso concelho”, lê-se numa nota em que se destaca o trabalho desenvolvido ao nível do rigor financeiro.

“Contas feitas, o rigor financeiro é e continuará a ser uma preocupação central da nossa gestão, aliado a uma visão ambiciosa do nosso concelho, que de resto está bem evidente na crescente atratividade de investimento e habitantes, que nos trará novos desafios, mas que fazem parte do processo de crescimento e de afirmação de Leiria no contexto nacional e internacional”, refere Gonçalo Lopes, concluindo que, apesar das adversidades, em 2022 foi possível superar as dificuldades e manter um forte ritmo de crescimento e desenvolvimento do concelho.

Fonte: DCRP|CML

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.