Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/12

Candidatura a fundos comunitários ascendem a um máximo de 85 %

Município de Leiria já tem projetos de execução para as Escolas D. Dinis e Afonso Lopes Vieira

Escola Básica 2/3 D. Dinis

O Município de Leiria aprovou no dia 18 de abril, em reunião de Câmara, os projetos de execução para a requalificação da Escola Básica 2/3 D. Dinis e da Escola Secundária Afonso Lopes Vieira (ESALV), num investimento total de cerca de 12 milhões de euros.

Considerados prioritários para o Município, os projetos serão sujeitos a candidatura a fundos comunitários, com vista ao financiamento dos trabalhos nas áreas funcionais até um máximo de 85 por cento, e pretendem resolver problemas estruturais, modernizar os equipamentos e adequar os espaços letivos e não letivos às atuais exigências curriculares, bem como melhorar as condições de conforto e de eficiência energética.

Para a Escola Básica 2/3 D. Dinis, está prevista, para além da remoção integral do fibrocimento com amianto, a requalificação funcional e arquitetónica dos edifícios e espaços exteriores, a ampliação de um pavilhão para aumento do número de salas de aulas (e do número de turmas), a melhoria do conforto ambiental e potenciar a utilização das infraestruturas desportivas exteriores.

Além disso, deverá ser ainda construída uma cobertura exterior de ligação entre pavilhões, para fazer face às condições climatéricas, e que pretende ser um elemento agregador social da comunidade estudantil, criando um auditório ao ar livre, e a arborização existente deverá ser mantida.

Num investimento estimado em 7.150.000 euros, o pavilhão será também intervencionado com alteração da sua configuração arquitetónica, sendo de destacar a sua ampliação para a prática da modalidade de Boccia e a melhoria acústica para possibilidade de utilização como auditório.

Em relação à ESALV, cuja requalificação deverá custar 4.939.168,45 euros, o projeto de execução prevê a melhoria dos materiais térmicos e acústicos, a compatibilização do edificado com as exigências de ventilação, climatização e de segurança, a melhoria do ambiente estético e modernização de equipamentos e mobiliário interior.

No exterior, a entrada principal será reformulada e serão criados um parque para bicicletas, um campo de jogos, um anfiteatro, uma esplanada, hortas e um circuito de manutenção com distância máxima de um quilómetro.

Estas intervenções resultam de um mapeamento realizado em parceria com o Ministério da Educação e com as respetivas direções escolares, cujo resultado determinou que a necessidade de requalificação da EB 2/3 D. Dinis fosse considerada de “Muito Urgente” e a da ESALV como “Urgente”.

     Fonte: DCRP|CML

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.