Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/28

Caldas da Rainha

Igreja de Nossa Senhora do Pópulo reabre no dia 15 de maio

Igreja de Sossa Senhora do Pópulo (Foto: UFCR-NSP, C e SG)

A Igreja de Nossa Senhora do Pópulo, nas Caldas da Rainha, construída junto ao edifício do Hospital Termal, mandado construir pela Rainha D. Leonor, integra o património cultural e museológico do Centro Hospitalar do Oeste, E.P.E. e irá reabrir no dia 15 de maio, pelas 09h30, com uma missa solene.

Esta reabertura acontece após o fecho para restauro e conservação de todo edifício e que teve um investimento de cerca de 500 mil €, financiados no âmbito de protocolo celebrado entre a Direção-Geral do Património Cultural, o Município das Caldas da Rainha e o CHO. A conservação contemplou trabalhos de limpeza da estrutura do edifício, tendo sido ainda restauradas esculturas de madeira, altares laterais, o altar-mor, a pia batismal, o órgão de tubos, os bancos da igreja e outros bens móveis.

A reabertura da Igreja ocorrerá no dia 15 de maio, com a celebração de missa solene pelo Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, pelas 09h30. De seguida, proceder-se-á à inauguração de uma exposição de fotografias e desenhos dos alunos da Escola Superior de Artes e Design e do Agrupamento de Escolas Raul Proença, que terá lugar no Museu do Hospital e das Caldas da Rainha.

A Igreja de Nossa Senhora do Pópulo estará aberta durante o dia para visita livre da comunidade local, encerrando às 18h30. Às 19h30 realizar-se-á um concerto de música sacra cuja entrada é livre, mas sujeita à lotação do espaço.

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste congratula-se com finalização deste restauro da Igreja de Nossa Senhora do Pópulo pois é há muito desejado e que garante a salvaguarda deste património considerado Monumento Nacional, desde 1910.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira, Milharado, Santo Estêvão das Galés e Venda do Pinheiro), abrangendo 292.5346 habitantes.

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.