Edição: 282

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/5/28

Na União de Freguesias da Romeira e Várzea

Câmara de Santarém aprova remoção do açude de Perofilho

Açude de Perofilho

O Município de Santarém reforçou a sua estratégia ambiental com a aprovação do acordo de parceria para implementação do projeto “Remoção do açude de Perofilho: um grande exemplo de sinergia com a sociedade civil para remover barreiras em Portugal”.

Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara Municipal de Santarém, disse que “a autarquia continua a desenvolver a sua política ambiental e este é mais um projeto inovador de remoção de barreiras fluviais obsoletas nos rios e ribeiras no Concelho, que seguindo o preconizado na Década das Nações Unidas 2021-30 para a Recuperação dos Ecossistemas, visa promover a conetividade fluvial para travar a perda da biodiversidade e recuperar os ecossistemas ribeirinhos”.

Este acordo a realizar entre Município de Santarém, a Associação Natureza Portugal e o Grupo de Socorro Animal de Portugal, proprietária do açude da ribeira de Perofilho vai permitir restaurar a conectividade fluvial de 2,5 km de ribeira e melhorar as condições dos habitats ribeirinhos, protegendo a biodiversidade existente e salvaguardando as espécies de peixes nativas e ameaçadas, como a espécie migradora enguia (Anguilla anguilla) e outra fauna, como a rã de focinho pontiagudo (Discoglossus galganoi) e a lontra (Lutra lutra).

O projeto é o resultado de uma candidatura ao fundo Open Rivers Programme pelo Município e a Associação Natureza Portugal, a qual obteve financiamento para a remoção do açude da ribeira de Perofilho na Quinta da Amendoeira, na União de Freguesias da Romeira e Várzea.

A Estratégia para a Biodiversidade 2030 e a nova Lei do Restauro da Natureza obriga os estados-membros da UE a restaurar a continuidade fluvial, libertando pelo menos 25 000 km de rios em toda a Europa, através da remoção de barreiras fluviais, estando atribuído a Portugal libertação de pelo menos 600 km de rios.

Fonte: IV|GRPC|CMS

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.