Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/22

Caldas da Rainha

Maternidade do Centro Hospitalar do Oeste encerra para obras a partir de junho

Sala de partos do Centro Hospitalar do Oeste

O Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Oeste E.P.E. informou esta quinta-feira, dia 25 de maio, que o Serviço de Ginecologia – Obstetrícia, localizado na Unidade de Caldas da Rainha, irá encerrar temporariamente de 1 junho até ao final de outubro de 2023, para obras de requalificação no valor de 1.208.316,50€,que visam melhorar as condições de qualidade, conforto e segurança para utentes e profissionais de saúde.

No decorrer desta intervenção, a atividade assistencial do Serviço de Obstetrícia (internamento, bloco de partos e urgência obstétrica) será suspensa, não recebendo novas utentes. A mesma será assegurada pelo Centro Hospitalar de Leiria, que irá acolher as utentes do CHOeste. As consultas externas de Ginecologia e de Obstetrícia continuarão a funcionar com normalidade nas instalações do CHOeste.

Recorda-se que este Serviço nunca foi intervencionado em termos de obras de fundo, e que a requalificação e aquisição de novos equipamentos traduzem-se num investimento global de 1.208.316,50€, dos quais 401.255,60€ financiados no âmbito do programa de Incentivo Financeiro à Qualificação dos Blocos de Partos do SNS, 725.000,00€ financiados pela Câmara Municipal de Caldas da Rainha, e 82.060,90€ suportados pelo Centro Hospitalar do Oeste.

O Centro Hospitalar do Oeste lamenta antecipadamente os incómodos que serão causados pelas obras, e apela à compreensão de todos na expetativa de que este período de constrangimentos seja posteriormente compensado com a melhoria significativa das futuras instalações e equipamentos da Maternidade do CHOeste, que irão oferecer melhores condições de qualidade e segurança para as grávidas e acompanhantes, recém-nascidos e profissionais de saúde, contribuindo de forma significativa para a humanização e segurança dos cuidados prestados.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais de Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras, tendo uma área de influência constituída pelas populações dos concelhos de Caldas da Rainha, Óbidos, Peniche, Bombarral, Torres Vedras, Cadaval e Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça (freguesias de Alfeizerão, Benedita e São Martinho do Porto) e de Mafra (com exceção das freguesias de Malveira, Milharado, Santo Estêvão das Galés e Venda do Pinheiro), abrangendo 298.390 habitantes.

Fonte: GC|CHO

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.