Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/18

Para termoablação da veia safena interna

Hospital Distrital de Santarém inicia tratamento de varizes com radiofrequência

Tratamento de varizes

O Serviço de Cirurgia Vascular do Hospital Distrital de Santarém (HDS) iniciou em 2023 o tratamento de varizes dos membros inferiores com radiofrequência para termoablação da veia safena interna.

De acordo com Pedro Martins, diretor do Serviço de Cirurgia Vascular do HDS, “a implementação desta técnica de termoablação, atual e recomendada como opção preferencial para tratamento cirúrgico da maioria dos doentes com doença venosa crónica, permite oferecer uma alternativa minimamente invasiva à cirurgia convencional, com menos dor e dias de convalescência pós-operatória do doente”.

Segundo o cirurgião vascular, além do benefício clínico referido, esta técnica permitiu “potenciar a capacidade instalada no HDS na Unidade de Cirurgia de Ambulatório, sendo possível realizar a intervenção em regime exclusivamente ambulatório, contribuindo para o aumento da capacidade de resposta e redução do tempo de espera para cirurgia”.

Pedro Martins destaca o caso de um homem de 34 anos, saudável, referenciado a Consulta de Cirurgia Vascular por úlcera maleolar direita ativa, em contexto de insuficiência da crossa e eixo da veia safena interna direita. De acordo com o médico, “sob anestesia local e em regime ambulatório, procedeu-se a termoablação do eixo da veia safena interna direita e remoção de colaterais varicóticos na perna direita”, relata.

E acrescenta: “Na consulta de pós-operatório duas semanas após a intervenção, verificou-se marcada melhoria sintomática, redução dos sinais inflamatórios e cicatrização completa da úlcera de perna, demonstrando a doente satisfação pela técnica e resultados obtidos.”

A presidente do Conselho de Administração do HDS, Ana Infante, congratula-se com mais esta diferenciação técnica implementada no HDS, muito agradecendo “a dinâmica instalada no Serviço de Cirurgia Vascular nos últimos tempos e o contributo de todos os profissionais envolvidos na concretização desta nova técnica”.

     Fonte: GCI|HDS

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.