Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/22

Contando com duas equipas de EIP - Equipas de Intervenção Permanente”

Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários fez 96 anos no Dia de Portugal

Desfile dos Bombeiros Voluntários da Nazaré

Os Bombeiros Voluntários da Nazaré festejaram, neste feriado, 10 de junho, o 96º aniversário da Associação Humanitária.

O presidente da Câmara da Nazaré esteve presente na sessão oficial da Comemoração onde disse que o seu “executivo tem estado sempre ao lado da direção e do corpo ativo desta instituição fundamental no nosso concelho”.

Walter Chicharro recordou a chegada à Câmara (2013) para dizer que “os bombeiros voluntários da Nazaré já tinham identificado a necessidade de uma equipa de EIP – Equipas de Intervenção Permanente” e que passados 9 anos em funções “contamos com duas EIP, compostas por 10 operacionais assumidos na íntegra pelo Município e pela ANEPC – Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.”

O autarca enumerou os apoios que tem vindo a conceder à Associação Humanitária, nomeadamente através de um protocolo entre a Câmara e os Bombeiros, que “tem vindo a ser reforçado de forma gradual, como comprovam os mais de 130 mil euros que o Município investe anualmente na corporação”, valor que representa a “soma dos valores do protocolo anual e dos custos assumidos pelo município com as duas EIPS”; do Orçamento Participativo com a aquisição de equipamentos de proteção individual e com o envolvimento da comunidade nazarena a residir no Canadá, através da qual se angariaram verbas para melhorar o parque automóvel da Associação (AHBVN).

Desfile de ambulâncias na Nazaré

“Este valor representa o reconhecimento inequívoco do Município sobre a importância dos Bombeiros no seio da nossa comunidade.”

Walter Chicharro referiu-se, ainda, à importância da articulação permanente entre o Corpo de Bombeiros e o Serviço Municipal da Proteção Civil da Nazaré.

“Os bombeiros são parte fundamental de toda a ação do Serviço Municipal e têm, ao longo do tempo, em conjunto com a Câmara, desenvolvido ações neste contexto, como o demonstra o trabalho conjunto na abertura de vias florestais para que os carros de combate se possam movimentar em possíveis teatros de operações, e a participação em simulacros”.

O novo quartel para a corporação foi, igualmente, abordado, pelo autarca no seu discurso de aniversário, referindo que “é uma necessidade e tem de ser uma realidade.”

Com a aproximação do tempo quente e do aumento de população na vila, o autarca desejou a todos os voluntários “sucesso” nas operações que vierem a desenvolver e lembrou que este “depende naturalmente da segurança de todos.”

“O que mais me importa é mesmo que desempenhem sempre as vossas missões em segurança com o brio que vos é reconhecido”.

   Fonte: SM|GCI|CMN

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.