Edição: 281

Diretor: Mário Lopes

Data: 2024/4/24

Projeto a desenvolver será implantado junto às piscinas, do lado da rotunda do Estádio

Município abre concurso de ideias para projeto de arquitetura da Central de Mobilidade de Leiria

Atual estação rodoviária de Leiria

A Câmara Municipal de Leiria aprovou esta terça-feira, dia 13 de junho, em reunião de Câmara, a abertura de um concurso público para a conceção do projeto de arquitetura e especialidades da Central de Mobilidade de Leiria, na sequência do processo de venda, por parte do proprietário, das atuais instalações do terminal rodoviário na Avenida Heróis de Angola, situação que obrigou o Município a avançar com uma nova solução para garantir a prestação deste serviço de enorme importância para a população.

Segundo a deliberação, esta medida está enquadrada no desenvolvimento de uma política de mobilidade sustentável, “em que as interfaces modais assumem um papel relevante ao favorecer a intermodalidade, reforçando a quota dos transportes públicos nas deslocações dos cidadãos e aumentando a eficiência das deslocações diárias”.

Por outro lado, pretende-se criar uma Central que, ao contrário do atual terminal, ofereça boas condições de estadia a passageiros e autocarros.

O projeto a desenvolver será implantado junto às piscinas, do lado da rotunda do Estádio, com acesso ao terminal pela Av. Bernardo Pimenta/Ponte Euro 2004.

Esta localização foi apontada como a mais favorável num estudo elaborado por uma consultora especializada, que avaliou várias alternativas, tendo de igual modo sido a solução que recolheu opiniões mais favoráveis num amplo processo de consulta promovido pelo Município junto da população e representantes das forças vivas do concelho.

Pretende-se que o terminal seja desenvolvido num modelo que não condicione a realização de eventos como a Feira de Leiria e a atividade no Estádio, devendo ser complementada com pontos de ancoragem no centro da cidade e junto às escolas.

No âmbito deste procedimento será feita a seleção de um trabalho vencedor, que receberá um prémio de 7.500,00 €, valor que deduzido ao valor dos honorários da proposta, caso haja a formação de contrato de aquisição de serviços no âmbito do procedimento de ajuste direto, e ainda a atribuição de 3.000,00 € aos concorrentes ordenados em segundo e terceiro lugar.

A fórmula para apuramento da entidade vencedora do concurso pondera de forma especial a componente arquitetónica do projeto, de modo a garantir um perfeito enquadramento do futuro terminal no local, tendo em conta a sua localização junto à margem do rio Lis, confinante com o Percurso Polis, e a vista que oferece para o castelo.

    Fonte: DCRP|CML

Comentários:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Ainda não há comentários nenhuns.